fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Francesca Schiavone, Shelby Rogers, Petra Martic, Sorana Cirstea, Rio OpenCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Francesca Schiavone, Shelby Rogers, Petra Martic, Sorana Cirstea, Rio OpenCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Francesca Schiavone, Shelby Rogers, Petra Martic, Sorana Cirstea, Rio Opentênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/schiavone/0220_rioopen_toss_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/schiavone/0220_rioopen_toss_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Schiavone se reencontra com as finais apos 3 anos
20/02/2016 às 17h19
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/schiavone/0220_rioopen_toss_int.jpg" title="Schiavone vai buscar seu sétimo título como profissional" />

Schiavone vai buscar seu sétimo título como profissional

Foto: Luiz Pires/Fotojump
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Depois de quase três anos sem disputar uma final, a italiana Francesca Schiavone vai finalmente retornar a uma decisão. A ex-número 4 do mundo garantiu vaga na final do Rio Open neste sábado à tarde, derrubando a croata Petra Martic em sets diretos, com duplo 6/3, em 70 minutos de confronto.

"Estou felicíssima, muito contente e positiva. Qualquer coisa que acontecer amanhã na final será uma maravilha. A partida amanhã pode ser muito complicada, não conho bem elas, mas viu alguns games. Mas como é final a chance é de 50% para cada uma", declarou a italiana antes de saber quem iria enfrentar.

O último obstáculo no caminho de Schiavone será a norte-americana Shelby Rogers, que derrubou a romena Sorana Cirstea, convidada da organização, em sets diretos e placar de duplo 6/4. Será a primeira vez que a italiana de 35 anos enfrentará a norte-americana de 23.

Schiavone não ia tão longe em um torneio da WTA desde 2013, quando faturou o título em Marrakech, o sexto da carreira que tem como ápice a conquista de Roland Garros 2010. A italiana tem outras 11 finais em simples e mais 16 em duplas, em que levantou sete taças.

A primeira parcial da semi contra Martic foi definida apenas na reta final. As duas mantiveram os saques até o sétimo game, quando Schiavone conseguiu uma quebra. Ela repetiu a dose dos games depois, fechou a conta no set e largou na frente no placar.

Mantendo o embalo, a italiana chegou abrir 3/0 no segundo set, mas permitiu a reação de Martic, que empatou em 3/3. Mantendo a sequência de games vencidos de três em três, Schiavone arrancou para o 6/3 ao anotar mais uma quebra e com isso selar a vitória.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series