fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Alexandr Dolgopolov, Rio Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Alexandr Dolgopolov, Rio Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Alexandr Dolgopolov, Rio Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0218_rioopen_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0218_rioopen_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Nadal destaca volta da confianca com as vitórias
18/02/2016 às 23h21
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0218_rioopen_coletiva_int.jpg" title="Nadal bateu Almagro na segunda rodada do Rio Open" />

Nadal bateu Almagro na segunda rodada do Rio Open

Foto: Deco Pires/Fotojump
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Depois de uma semana abaixo da média no ATP 250 de Buenos Aires, onde conseguiu ir até as semifinais mesmo sem jogar tão bem, o espanhol Rafael Nadal tem mostrado um nível bem melhor no Rio Open, onde já anotou duas boas vitórias e está nas quartas de final. Os resultados positivos não só têm o ajudado a avançar no torneio, como na recuperação de sua confiança dentro de quadra.

"O importante é que ganhei e com isso recobro minha confiança. Joguei um primeiro set muito bom, com poucos erros. No segundo errei mais, estava um pouco mais nervoso, mas também não podemos pensar só no negativo. Apesar de ter perdido o saque duas vezes (no final), consegui quebrar de volta em seguida, mantendo a calma e superando as adversidades", analisou Rafa.

Seu próximo adversário será o ucraniano Alexandr Dolgopolov, que venceu os dois últimos embates entre eles e por pouco não bateu Nadal na final do Rio Open de 2014, tendo match-point desperdiçado. "E uma partida complicada, as duas últimas que perdi foram equilibradas. Ele é um jogador que te dá pouco ritmo e joga diferente. Estamos nas quartas de final e nunca é fácil", observou o canhoto de Mallorca.

"Eu o venci na grama e na quadra rápida, no saibro vai ser uma coisa completamente diferente", comentou Dolgopolov, que levou a melhor em Indian Wells (2014) e no Queen's (2015). Apesar de suas vitórias recentes, ele amarga um retrospecto negativo contra Nadal, que levou a melhor em outros cinco jogos.

Nadal explicou que a questão física tem sido fundamental para sua evolução de Buenos Aires para cá. "O mais importante é que agora estou me sentindo melhor fisicamente, tive um problema no estômago e sofri muito cada partida que joguei. Agora estou melhor e isso foi a chave para minha evolução", revelou o número 5 do mundo e principal favorito ao título no saibro carioca.

Perguntado sobre o cearense Thiago Monteiro, que surpreendeu na estreia e tirou o francês Jo-Wilfried Tsonga, terceiro favorito e nono melhor da ATP, o espanhol foi curto e grosso. "O vi jogar um pouco. É uma grande vitória para ele e para o tênis no Brasil".

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series