fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Alexandr Dolgopolov, Inigo Cervantes, Taro Daniel, Rafael NadalCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Alexandr Dolgopolov, Inigo Cervantes, Taro Daniel, Rafael NadalCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Alexandr Dolgopolov, Inigo Cervantes, Taro Daniel, Rafael Nadaltênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/bellucci/0216_rio_backhand_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/bellucci/0216_rio_backhand_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Dolgopolov vira e vence Bellucci pela terceira vez
16/02/2016 às 21h14
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/bellucci/0216_rio_backhand_int.jpg" title="Bellucci chegou a liderar 3º set por 2/0" />

Bellucci chegou a liderar 3º set por 2/0

Foto: João Pires
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Mais uma vez Thomaz Bellucci não achou uma fórmula de superar o estilo variado e ardiloso do ucraniano Alexandr Dolgopolov. Mesmo vencendo o primeiro set e abrindo vantagem na série decisiva, ele voltou a cair na segunda rodada do Rio Open, como havia acontecido no ano passado. O placar foi de 6/7 (3-7), 7/5 e 6/2.

O adversário do ucraniano agora será o espanhol Inigo Cervantes, tenista agressivo de 26 anos e atual 73º do ranking, que mais cedo eliminou o japonês Taro Daniel de virada, com parciais de 3/6, 7/5 e 6/2. Caso avance, Dolgopolov terá obrigatoriamente outro espanhol pela frente, que sai do grupo que tem Rafael Nadal x Pablo Carreño e Nicolás Almagro x Daniel Muñoz.

Esta foi a terceira derrota de Bellucci no Jockey Club. No primeiro ano, ele atingiu as quartas de final antes de ser batido por David Ferrer e na última temporada foi eliminado logo na estreia por Nadal. Por não ter pontos a defender, o brasileiro deverá se manter na faixa dos 35 mais bem classificados.

O duelo entre dois tenistas tão próximos de classificação - o brasileiro é 32º e está imediatamente à frente de Dolgopolov - mostrou equilíbrio e altos e baixos dos dois lados. Com seu tênis cheio de efeitos e imprevisibilidade, o ucraniano abriu 3/1 e 4/2, mas então jogou um game fraco e permitiu empate. Bellucci então evitou quatro break-points antes de evitar a quebra no 11º game. Dolgopolov não soube aproveitar e cometeu falhas sucessivas. Os dois trocaram quebras no começo do tiebreak até Bellucci disparar para 5-2.

Dolgopolov começou novamente melhor e rapidamente fez 4/1. O brasileiro pediu atendimento e tomou um comprimido para o estômago. Pareceu se animar e recuperou a quebra em bom momento. Com 4/5 e ameaça cada vez maior da chuva, salvou set point com bom ponto. Com 5/6 e 30-30, veio o temporal e a paralisação de quase 90 minutos. No retorno, Bellucci deu azar em uma bola curta e o jogo se alongou.

Bellucci então abriu 2/0 e dava sinal de estar em reação. Inexplicavelmente, no entanto, perdeu rendimento e confiança e não conseguiu confirmar qualquer outro game de serviço, saindo de quadra com um 'pneu' moral.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series