fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
John Isner, Guido Pella, Rio Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
John Isner, Guido Pella, Rio Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
John Isner, Guido Pella, Rio Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiros_outros/pella_rioopen_vibramuito_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiros_outros/pella_rioopen_vibramuito_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Pella surpreende e elimina Isner na estreia no Rio
16/02/2016 às 00h39
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/estrangeiros_outros/pella_rioopen_vibramuito_int.jpg" title="Pella salvou três match-points no segundo tiebreak" />

Pella salvou três match-points no segundo tiebreak

Foto: Luiz Pires/Fotojump
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio Open (RJ) - Não durou muito a campanha do norte-americano John Isner neste Rio Open. O cabeça de chave número 4 ao menos teve um longo jogo nesta segunda-feira no Jockey Club, ficando três horas em quadra, sem contar as quatro horas de paralisação. No fim das contas, melhor para o argentino Guido Pella, que surpreendeu e venceu por 2 sets a 1, com placar final de 7/6 (7-5), 5/7 e 7/6 (10-8).

O jogo foi equilibrado do começo e a definição dos três sets foi apenas no final. No primeiro deles, Isner desperdiçou seus dois primeiros break-points, no quarto game. Sete games depois o jogo foi interrompido, antes que o argentino fosse sacar em 5/6. Pella confirmou e levou a definição para o tiebreak, em que levou a melhor sobre o norte-americano e largou na dianteira.

A volta favoreceu Pella, que contou com uma quadra bastante lenta por causa da forte chuva, que paralisou a partida por quatro horas. Só que o argentino não conseguiu aproveitar as oportunidades que teve e chegou a perder um match-point quando Isner sacava pressionado em 4/5. Para piorar, o argentino foi quebrado em seguida e a partida ficou empatada.

No terceiro e decisivo set, Isner jogou fora sete chances de quebra e por pouco não viu a falta de competência em quebrar o rival argentino custar caro. Ele teve que salvar mais dois match-points no décimo game e se manteve vivo no jogo. Novamente a definição foi para o tiebreak, em que ele teve três chances de fechar o jogo e não conseguiu, perdendo no primeiro match-point que teve Pella.

"Foi uma partida muito difícil, ele teve muitas chances e eu também. No final eu mereci ganhar. Hoje o jogo foi para mim, mas poderia ter ido para qualquer um. Ele é um jogador muito perigoso, que tem um ótimo saque e que jogou muito bem nos pontos importantes, mostrando por que é o número 11 do mundo", analisou o argentino.

Pella também destacou a capacidade de saque que tem Isner, que terminou o jogo com 31 aces contra apenas sete do rival. "Sabia que iria enfrentar um cara assim, que saca muito. Não fui mal, só no terceiro set que sofri um pouco e enfrentei vários break-points, mas me mantive bem e pude levar a melhor", comentou o 71º do mundo, que salvou sete chances de quebra na parcial final.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series