fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Rio Open, Jogos Olímpicos Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Rio Open, Jogos Olímpicos Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Rio Open, Jogos Olímpicos tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0215_rioopen_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0215_rioopen_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Nadal não ve motivo para suspender Olimpiadas
15/02/2016 às 18h29
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0215_rioopen_coletiva_int.jpg" title="Nadal não está preocupado com o vírus Zika" />

Nadal não está preocupado com o vírus Zika

Foto: Rio Open/Divulgação
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Em sua terceira aparição no Rio Open, o espanhol Rafael Nadal chegou sem grandes preocupações na Cidade Maravilhosa em relação ao vírus Zika. Assim como disse o francês Jo-Wilfried Tsonga, no dia anterior, o canhoto de Mallorca contou à imprensa em coletiva nesta segunda-feira que não tomado grande precauções.

"Sei o que o torneio esta fazendo o melhor para impedir os riscos. Faço o que as pessoas também fazem e não tenho medo. Sei que tem risco, mas não me preocupo muito com isso. As pessoas vivem com a maior normalidade, com uma vida completamente normal", declarou o canhoto de Mallorca, que não vê motivos para impedir a realização dos Jogos Olímpicos.

"Sei que uma historia negativa sempre é mais noticiada pela imprensa e não vejo porque suspender o evento, as coisas estão acontecendo normalmente aqui", falou o espanhol. Também sobre as Olimpíadas, ele não quis adiantar sua expectativa para o torneio e falou que seu foco é na competição que está disputando nesta semana.

"As Olimpíadas estão muito longe. São especiais e vou tentar o melhor possível, mas agora o mais importante é o Rio Open", disse o atual número 5 do mundo. "Para mim, todo torneio é importante, e as Olipíadas também são, principalmente porque acontecem apenas uma vez a cada quatro anos e não sei se pode ser minha última. Em Londers estava machucado e foi um momento ruim para mim", falou.

Nadal também foi evasivo quando o assunto chegou em seu momento no circuito. "Não penso em jogar o meu melhor tênis. Penso apenas em jogar melhor que ontem, e amanhã jogar melhor que hoje. Quero jogar melhor que posso e depois vamos ver onde vamos chegar".

Sobre a derrota para o austríaco Diminic Thiem em Buenos Aires, o espanhol elogiou o algoz e aproveitou para destacar os jovens talentos que estão despontando. "É uma geração que esperávamos chegar. É bom para o circuito que haja jogadores novos e estou feliz por eles. Há uma geração nova, que vai fazer essa “troca” com (Novak) Djokovic, (Roger) Federer, (Andy) Murray, (Stan) Wawrinka e eu mesmo", comentou Nadal.

"Thiem é um jogador com muito potencial, que se conseguir manter nível pode conseguir grandes coisas. Eu estou feliz, apesar de ter perdido uma partida semana passada, mas tive match-point e poderia ter ganhado. A vida do tenista é assim, vamos ver como as coisas vão correr para ele", complementou o principal favorito ao título no Rio Open.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series