fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jo-Wilfried Tsonga, Thiago Monteiro, Rio Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jo-Wilfried Tsonga, Thiago Monteiro, Rio Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jo-Wilfried Tsonga, Thiago Monteiro, Rio Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/tsonga/0214_rioopen_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/tsonga/0214_rioopen_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Tsonga não ve ganho jogar no Rio antes dos Jogos
14/02/2016 às 19h05
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/tsonga/0214_rioopen_coletiva_int.jpg" title="Tsonga joga pela primeira vez no Rio Open" />

Tsonga joga pela primeira vez no Rio Open

Foto: Rio Open/Divulgação
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Em sua primeira visita à Cidade Maravilhosa, para a disputa do Rio Open, o francês Jo-Wilfried Tsonga mostrou estar encantado com as belezas do lugar e foi só elogios às belezas da sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Contudo, ele disse não ver vantagem para as Olimpíadas ter algum conhecimento anterior da cidade.

"Não é uma coisa muito especial estar aqui antes, aconteceu o mesmo em Wimbledon. Posso imaginar como vai ser bonito nas Olimpíadas, mas por hora estou focado neste torneio", declaro Tsonga, que vai estrear no Rio Open contra o jovem cearense Thiago Monteiro, convidado da organização e adversário totalmente desconhecido do francês. 

"Eu não o conheço, mas vou tomar um tempo para vê-lo jogar e ter uma ideia do seu jogo", comentou o destro de Le Mans.

No pouco tempo que teve por enquanto no Rio, além de fazer seus primeiros treinos nas quadras do Jockey Club Brasileiro, Tsonga deu um passeio pela cidade e chegou a caminhar pela orla. "Me sinto muito feliz em saber que posso voltar para as Olimpíadas, pois é um lugar muito bonito. Estou perto da praia, em Copacabana e é muito lindo. Acordei cedo e dei uma caminhada pela manhã".

O francês gostou muito das quadras do clube e espera avançar o máximo possível. "Estou em boa forma. As bolas e a quadra são diferentes da semana passada, mas isso é algo que você tem que se acostumar no circuito", afirmou Tsonga, que também não se espantou com o clima quente do verão carioca.

"Não estou surpreso, sabia que estaria quente. Na semana passada (em Buenos Aires) também estava quente e úmido. Quem vier de lá não vai estranhar", observou o atual 9 do mundo.

Sobre os motivos para sua passagem pela temproada sul-americana de saibro, ele destacou a busca por novidades. "São muitas as razões, uma delas é que já estava acostumado com os torneios que disputava no circuito e resolvi mudar um pouco. Nunca havia jogado antes por aqui, é uma oportunidade de fazer isso antes de me aposentar", explicou.

"Também há o motivo de termos um Grand Slam na França que é disputado sobre o saibro e quero estar mais bem acostumado quando o torneio chegar", finalizou o francês, que não mostrou preocupação com o vírus Zika. Tsonga contou que a única coisa que faz para evitar ter um problema desses é cruzar os dedos.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series