fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Marcelo Melo, Rio Open, Brasil Open, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Marcelo Melo, Rio Open, Brasil Open, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Marcelo Melo, Rio Open, Brasil Open, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/duplas/soares_melo_coletiva_rio_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/duplas/soares_melo_coletiva_rio_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Soares e Melo não garantem dupla em Sao Paulo
13/02/2016 às 17h22
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/duplas/soares_melo_coletiva_rio_int.jpg" title="Soares não esconde desejo de lutar pelo número 1 contra o próprio amigo Melo" />

Soares não esconde desejo de lutar pelo número 1 contra o próprio amigo Melo

Foto: João Pires
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Juntos pela primeira vez no circuito desde o Masters 1000 de Miami, no ano passado, os mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo serão os principais favoritos ao título no Rio Open. Contudo, a parceria não está garantida para a semana seguinte, no Brasil Open, e depende ainda de outros fatores.

"Por enquanto estou sozinho no Brasil Open. Marcelo tem o título de Acapulco (na mesma semana) a defender e depende do Ivan (Dodig), que está vendo se consegue entrar em simples", declarou Bruno, que tem o amigo Marcelo como alvo no ranking: ele quer derrubar o atual número 1 do mundo para assumir a ponta.

"É o meu sonho, independente de ele estar na liderança", disse Soares, que tem como principal sonho chegar à ponta do ranking. O título do Australian Open, seu primeiro nas duplas masculinas, pode servir de trampolim para que possa alcançar tal feito. "Se ele (Marcelo) não tivesse vencido Roland Garros precisaria ter conquistado outros Masters 1000 para compensar".

Atual número 10 do mundo, Soares está mais de 3 mil pontos atrás de Melo no ranking. "Ele tem uns 8 mil pontos (exatamente 8.360) e para que eu chegue nisso preciso somar muito mais", falou Bruno, que brincou com o fato de estar sem dupla na próxima semana.

Principais favoritos na chave, os mineiros estão tranquilos quanto a esta pressão e o fato de jogar em casa. "A gente já está acostumado com isso, mesmo com os jogadores de simples, que deixa tudo ainda mais perigoso", disse Bruno. Ele e Marcelo vão estrear contra os compatriotas Orlando Luz e Fabiano de Paula.

Questionados sobre a problemática do vírus Zika, os mineiros não mostraram grande preocupação, tal qual a do resto do circuito. "Que eu saiba, ninguém deixou de vira. Mas eles não parecem estar preocupados com isso", afirmou Melo.

O número 1 do mundo também falou sobre a conquista do amigo na Austrália. "Eles jogaram muito bem. Eu mandei uma mensagem pressionando o Buno dizendo que agora era a hora dele. Temos que saber que a única vez que estamos competindo é quando e um esta contra o outros. Por mais que seja um esporte individual na dupla muda um pouco. Quanto mais títulos como esses é melhor".

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series