fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Orlando Luz, Taro Daniel, Facundo Arguello, Blaz Rola, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Orlando Luz, Taro Daniel, Facundo Arguello, Blaz Rola, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Orlando Luz, Taro Daniel, Facundo Arguello, Blaz Rola, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/brasileiros_outros/orlandinho_rioopen_rebate_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/brasileiros_outros/orlandinho_rioopen_rebate_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Orlandinho perde no quali e culpa consistencia
13/02/2016 às 12h47
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/brasileiros_outros/orlandinho_rioopen_rebate_int.jpg" title="Orlandinho começou o ano no quali do Rio Open" />

Orlandinho começou o ano no quali do Rio Open

Foto: Rio Open/Divulgação
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - A temporada do gaúcho Orlando Luz não começou com o pé direito. Em seu primeiro jogo do ano, no quali do Rio Open, o jovem tenista foi superado em sets diretos pelo japonês Taro Daniel, segundo mais bem cotado, com duplo 6/4, depois de uma hora e meia de partida.

"Foi meu primeiro torneio depois de uma pré-temporada de três semanas e meia e foi difícil pegar o ritmo de jogo. A ansiedade subiu um pouco e atrapalhou, mas era esperado, pois enfrentar um top 100 é diferente. Fica de lição que para enfrentar um rival deste nível precisa ter mais consistência", comentou Orlandinho,

O gaúcho de 18 pretende ficar no Rio para treinar, em busca de maior rodagem e convivência com os grande jogadores. Na próxima semana, ele terá a chance em mais um quali de ATP, disputando o Brasil Open.

Sua programação par esta temporada foca o profissional e tem como único compromisso marcado para o juvenil o Finals da ITF. Orlandinho não se mostrou preocupado com a evolução no circuito. "Cada jogador tem o seu momento de amadurecer", analisou o jovem tenista.

Na segunda rodada, Daniel vai medir forças com o argentino Facundo Arguello, cabeça de chave número 7 no quali, que na primeira rodada teve que buscar a virada para despachar o esloveno Blaz Rola, com o placar final de 3/6, 6/2 e 6/1, após 2h10 de confronto.

Ainda neste sábado, mais dois brasileiros testam suas chances no quali e tentam se juntar a Rogerinho, que já passou pela estreia. O pernambucano José Pereira mede forças com o veterano espanhol Albert Montañes e o gaúcho André Ghem encara o francês Paul-Henri Mathieu, cabeça de chave 1.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series