fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Gastao Elias, Carlos Eduardo Severino, Hans Podlipnik-Castillo, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Gastao Elias, Carlos Eduardo Severino, Hans Podlipnik-Castillo, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Gastao Elias, Carlos Eduardo Severino, Hans Podlipnik-Castillo, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0213_rioopen_toss_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0213_rioopen_toss_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Rogerinho vence no quali e reclama do convite
13/02/2016 às 12h31
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0213_rioopen_toss_int.jpg" title="Rogerinho está a uma vitória da chave principal" />

Rogerinho está a uma vitória da chave principal

Foto: Rio Open/Divulgação
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - O paulista Rogério Silva começou firme sua busca por uma vaga na chave principal do Rio Open. Cabeça de chave número 4 no quali, ele superou na primeira rodada o chileno Hans Podlipnik-Castillo, substituto do espanhol Pere Riba, que desistiu de última hora, por 2 sets a 0, anotando duplo 6/2, em 1h17 de confronto. 

Na última rodada do quali, o número 2 do Brasil terá pela frente o português Gastão Elias, oitavo mais bem cotado, que na estreia derrubou o convidado da casa Carlos Eduardo Severino em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/2. Será o sexto encontro dos dois e o português leva vantagem com três vitórias e duas derrotas.

"É um jogo duro, ele sempre batalha bastante. Ele vem jogando bem, foi bem no ATP de Buenos Aires. Será um jogo duro para os dois lado e espero que no fim de tudo certo para mim", analisou o paulista, que tem como meta para 2016 voltar ao top 100 e permanecer nesta faixa de ranking até o final da temporada.

Apesar de ser o número 2 do Brasil, ele ficou sem convite para a chave principal, sendo os agraciados o paulista João "Feijão" Souza e o cearense Thiago Monteiro, e não gostou muito da falta de prestígio. "Se tivesse mais seis caras não ganharia um convite, tenho que vir aqui e fazer o meu. Minha vida inteira foi sempre batalhando", disse.

Rogerinho também comentou sobre a estreia e a mudança de adversário em cima da hora. "É meio complicado porque você monta uma tática antes do jogo e chega 10 minutos antes e descobre que vai enfrentar outro cara. Primeira rodada sempre é difícil de jogar, tem aquela tensão. Acho que joguei bem e agora é pensar no próximo jogo", afirmou o atual 113 do mundo.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series