fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Teliana Pereira, Rio Open , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Teliana Pereira, Rio Open , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Teliana Pereira, Rio Open , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/teliana/0214_rio_coletiva_rindo_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/teliana/0214_rio_coletiva_rindo_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Teliana faz últimos preparativos para o Rio Open
11/02/2016 às 11h18
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/teliana/0214_rio_coletiva_rindo_int.jpg" title="Teliana não passou da estreia no Rio no ano passado" />

Teliana não passou da estreia no Rio no ano passado

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - A pernambucana Teliana Pereira está fazendo os últimos preparativos para disputar um dos torneios mais importantes do seu calendário, o Rio Open, que começa na segunda, no Jockey Club Brasileiro. Atual 44ª colocada no ranking mundial, ela chegará pela primeira vez como favorita ao título do Rio Open.

"O torneio foi muito marcante para mim em 2014, quando alcancei a semifinal. Gosto muito de jogar no Rio, me sinto bem e sou muito bem tratada por todos," lembra Teliana, que surpreendeu com a semi há dois anos. No ano passado ela caiu na estreia diante da favorita Sara Errani, mas ao longo do ano conquistou os dois primeiros WTAs da carreira, em Bogotá e Florianópolis, quebrando um jejum de 27 anos para o Brasil sem títulos no grande circuito. 

No ano passado também a brasileira entrou para o top 50 do ranking mundial, se tornando a terceira tenista do país a conseguir tal feito, atrás apenas de Maria Esther Bueno e Niege Dias. Desde que voltou da Austrália, Teliana vem treinando no saibro em Curitiba. Ganhou todos os seus jogos na Fed Cup, na semana passada e está feliz de jogar no seu piso favorito. 

"Todo mundo sabe que o saibro é meu piso favorito. Estou super feliz de jogar um WTA no Rio e no saibro, mas sei que não vai ser fácil. Não penso no ranking e sim que tem muitas jogadoras top 100 que estão jogando bem e estão no mesmo nível", finalizou a número 1 do Brasil.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series