fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Juan Monaco, Roger Federer Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Juan Monaco, Roger Federer Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Juan Monaco, Roger Federer tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0208_buenosaires_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0208_buenosaires_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Nadal esquece Australia e quer manter evolucao
09/02/2016 às 16h16
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0208_buenosaires_coletiva_int.jpg" title="Atual campeão, Nadal não pretendia jogar na Argentina" />

Atual campeão, Nadal não pretendia jogar na Argentina

Foto: Site Oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Buenos Aires (Argentina) - Atual campeão do ATP 250 de Buenos Aires, Rafael Nadal não pretendia retornar à capital argentina em 2016 e a eliminação na estreia do Australian Open o influenciou a tentar defender o título. Entretanto, a queda precoce no primeiro Grand Slam já é passado e o espanhol planeja manter a evolução que mostra desde o final de 2015.

"De Pequim a Doha tive resultados muito bons em quadras difíceis para mim. Na Austrália nada deu certo, apesar de ter me preparado muito bem. Agora eu só posso olhar para a frente e continuar trabalhando", disse Nadal em sua chegada a Buenos Aires na segunda-feira. 

Em um 2015 de altos e baixos, Nadal quase saiu do top 10 no segundo semestre. Mas teve uma forte reação no ranking com bons resultados em eventos onde não tinha histórico favorável como Pequim, Basileia e ATP Finals, além de começar o ano com vice-campeonato em Doha. O espanhol aparece como número 5 do mundo.

"Se o resultado da Austrália fosse melhor, talvez eu não estivesse aqui este ano", admitiu Nadal em sua chegada a Buenos Aires. "Não estava nos meus planos, mas desde o primeiro minuto que eu perdi na Austrália, decidi voltar"

Apesar de o torneio não estar em seu calendário, o número 5 do mundo fica feliz com o carinho que recebe em Buenos Aires. "Estou feliz de voltar à Argentina, porque cada vez que venho e saio do país, o faço com muita energia positiva. Eles me tratam muito bem aqui, como poucos em lugares no mundo".

Nadal ainda desejou uma breve recuperação ao rival Roger Federer, que recentemente fez cirurgia no menisco e ficará temporariamente fora das quadras. "Eu sinto por ele. Obviamente, não é muito longo e complicado, e depois de um bom começo de ano, ele pode descansar por um mês. Desejo tudo corra muito bem e ele tenha uma recuperação rápida".

Há posssibilidade de iniciar no torneio contra um de seus melhores amigos, Juan Mónaco, em jogo que reeditaria a final do ano passado já na segunda rodada. O argentino não joga desde agosto, por conta de cirurgia no punho direito e estreia contra o italiano Marco Cecchinato.

"Monaco ficou lesionado por um longo tempo, por isso temos que esperar possa eliminar Cecchinato", disse Nadal. "Espero que ele vença porque é meu amigo e uma vitória iria beneficiá-lo depois de muitos dias sem jogar. De qualquer forma, será um jogo difícil para mim".

 

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
1xBet