fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Caroline Wozniacki, Jogos Olímpicos, Rio 2016 Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Caroline Wozniacki, Jogos Olímpicos, Rio 2016 Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Caroline Wozniacki, Jogos Olímpicos, Rio 2016 tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/wozniacki/bandeira_dinamarca_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/wozniacki/bandeira_dinamarca_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Wozniacki levara a bandeira na abertura olimpica
05/02/2016 às 12h23
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/wozniacki/bandeira_dinamarca_int.jpg" title="Wozniacki será a segunda mulher a ter tal honra" />

Wozniacki será a segunda mulher a ter tal honra

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Copenhague (Dinamarca) - Saiu o primeiro nome de tenista incumbido de carregar a bandeira de sua nação na abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Ex-número 1 do mundo, a dinamarquesa Caroline Wozniacki foi a agraciada com essa oportunidade e mostrou grande felicidade pela responsabilidade que terá pela frente.

"Isso significa muito, muito mesmo. É uma grande honra e um sonho para mim. Estou muito contente por isso", comemorou Wozniacki ao ficar sabendo que seria a responsável por levar a bandeira da Dinamarca na abertura olímpica do Rio 2016.

A tenista dinamarquesa chegou às quartas de final nos Jogos de Londres, em 2012, sendo derrotada pela norte-americana Serena Williams, que acabou levando a medalha de ouro mais tarde. Já nos Jogos de Pequim, em 2008, Wozniacki caiu na terceira rodada, diante da russa Elena Dementieva, outra que subiu no lugar mais alto do pódio.

Para Wozniacki, a função de porta-bandeira é algo incomparável às experiências que teve antes. "Não há comparação. Acho que vai ser um dos momentos mais altos de toda a minha carreira e nem sei como me sentir ainda, só posso imaginar. Será um orgulho enorme para mim", declarou a dinamarquesa de 25 anos.

Ela será apenas a segunda mulher a levar a bandeira dinamarquesa em uma abertura olímpica, repetindo o feito da remadora Judith Andersen, nos Jogos de Montreal, em 1976. O primeiro incumbido de tal honraria foi o nadador Aage Holm, em 1908 .

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin