fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Carlos Moyá , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Carlos Moyá , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Carlos Moyá , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0119_ausopen_toss_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0119_ausopen_toss_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Rafa esta confuso quando sob pressao diz Moya
02/02/2016 às 15h20
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/nadal/0119_ausopen_toss_int.jpg" title="Nadal perdeu na primeira rodada do Australian Open" />

Nadal perdeu na primeira rodada do Australian Open

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Madri (Espanha) - Rafael Nadal pode completar em Roland Garros dois anos sem vencer um título de Grand Slam, resultado principalmente de uma temporada abaixo da média em 2015. E apesar de ter chegado à final do ATP 250 de Doha, logo na primeira semana da atual temporada, o espanhol caiu na estreia no Australian Open e ligou de novo o sinal de alerta para seus seguidores.

Para o compatriota Carlos Moyá, outro ex-número 1 do mundo, não são as lesões sofridas no passado nem a idade que têm atrapalhado Nadal nos últimos tempos. Para ele, o que tem complicado a vida do atual quinto melhor do mundo são suas decisões de tentar algo diferente e a falta de concentração nas grandes partidas.

"Você pode ver que ele está querendo jogar mais à frente na linha de base. Contra Verdasco (na primeira rodada em Melbourne), ele estava um metro à frente da linha de base, mas não estava machucando. O posicionamento não é tudo. Ficar um metro à frente e empurrar a bola para o outro lado não é a resposta", declarou Moyá.

O ex-tenista profissional destacou que na derrota para Fernando Verdasco, na estreia no Australian Open, Nadal não agrediu o suficiente e por isso não foi efetivo. Moyá acredita que a mudança no estilo de jogo do canhoto de Mallorca ainda é um dilema, pois parece ainda não estar acostumado a jogar da nova forma quando está sob pressão.

"Rafa está confuso quando sob pressão. Ele precisa desenvolver seu jogo para não ficar pensando muito. Neste momento, vemos ele pensando demais", comentou Moyá, que chegou a ser cogitado durante a pré-temporada para trabalhar com Nadal, mas isso não se concretizou e ele acabou indo treinar o canadense Milos Raonic, semifinalista do Australian Open e campeão em Brisbane.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin