fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Angelique Kerber, Serena Williams, Australian Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Angelique Kerber, Serena Williams, Australian Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Angelique Kerber, Serena Williams, Australian Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/kerber/0130_ausopen_rebate_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/kerber/0130_ausopen_rebate_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Kerber derruba Serena e comemora seu 1 Slam
30/01/2016 às 08h53
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/kerber/0130_ausopen_rebate_int.jpg" title="Kerber é a primeira alemã campeã de Slam desde 1999" />

Kerber é a primeira alemã campeã de Slam desde 1999

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - O que parecia impossível até a final deste sábado, a derrota da norte-americana Serena Williams acabou acontecendo. A responsável pelo feito foi a inspirada alemã Angelique Kerber, que fez uma ótima partida e enfrentou de igual para igual a número 1 do mundo, conquistado o título do Australian Open ao marcar parciais de 6/4, 3/6 e 6/4, depois de 1h08 de partida.

Em sua primeira final de Grand Slam da carreira, Kerber não sentiu a pressão. Nem o peso de um torneio tão importante, tampouco o da adversária impediram a canhota alemã de ser agressiva e com isso faturar seu maior título da carreira. Ela se tornou a primeira atleta da Alemanha a vencer um dos quatro principais torneios do circuito desde Steffi Graf.

Última germânica a conquistar um Slam, na grama de Wimbledon em 1999, Graf não apenas poderá comemorar o triunfo de uma compatriota e o fim do jejum alemão, mas também sua manutenção como a maior vencedora neste nível de torneio da Era Aberta, uma vez que não foi desta vez que Serena conseguiu igualar os seus 22. No geral, ambas seguem atrás dos 24 da australiana Margaret Court.

A derrota deste sábado na Rod Laver Arena fez com que a número 1 do mundo acabasse com sua invencibilidade em finais do Australian Open, onde venceu seis vezes e amargou seu primeiro vice. Serena inclusive não sabia o que era ser derrotada em uma final de Slam desde o US Open de 2011, quando foi derrotada dentro de casa pela australiana Samantha Stosur.

O começo de jogo de Serena esteve longe de ser dos mais inspirados. Errando mais do que vinha fazendo até então no torneio, a norte-americana amargou uma quebra logo no terceiro game e teve que correr atrás do prejuízo. Kerber permitiu a devolução da quebra no sexto game, mas na sequência voltou a bater o saque da norte-americana e depois não deu novo espaço para a rival e fechou a parcial com 6/4.

Após cometer 23 erros não forçados no set inicial, Serena melhorou no segundo, forçou um pouco menos e reduziu drasticamente os erros. Foram apenas cinco bolas desperdiçadas pela norte-americana, que ainda viu o número de winners subir de 12 para 16. Esta mudança fez com que Kerber tivesse bastante mais trabalho. A alemã foi quebrada no 3/1 e pela primeira vez ficou atrás do placar.

Embora tenha melhorado dentro de quadra, a número 1 do mundo não chegou a apresentar o tênis de partidas anteriores. Mas o nível mais elevado e, principalmente, a brusca redução de erros a fez jogar sem sustos no segundo set. Depois que conseguiu alcançar a vantagem, ela manteve firmemente os serviços, empatou o jogo e forçou a disputa do terceiro set.

Os erros voltaram a assolar Serena na parcial decisiva e logo de cara ela viu a germânica abrir 2/0. Só que a norte-americana tratou de devolver a quebra em seguida e deixou tudo igual no 2/2. Kerber voltou a superar o saque da rival no sexto game e sacou para fechar em 5/3, mas acabou falhando. Contudo, esse não foi o fim do sonho da número 6 do mundo, que quebrou a líder no ranking no 5/4 e fechou o jogo.

Eliminada na primeira rodada no ano passado, por pouco Kerber não repetiu a dose em 2016, salvando match-point contra a japonesa Misaki Doi. Com o título em Melbourne, ela irá embolsar 3,4 milhões de dólares australianos e saltará para a vice-liderança do ranking, atrás apenas de Serena, que com o vice deixará a conta bancária 1,7 milhão de dólares australianos mais gorda.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series