fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Angelique Kerber, Serena Williams , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Angelique Kerber, Serena Williams , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Angelique Kerber, Serena Williams , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/kerber/0129_ausopen_bandeiraalema_780_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/kerber/0129_ausopen_bandeiraalema_780_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Kerber traca estrategia agressiva contra Serena
29/01/2016 às 15h32
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/kerber/0129_ausopen_bandeiraalema_780_int.jpg" title="Kerber tenta ser a segunda alemã a vencer um Grand Slam na Era Aberta" />

Kerber tenta ser a segunda alemã a vencer um Grand Slam na Era Aberta

Foto: Fiona Hamilton/Tennis Australia
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Na véspera da final feminina do Australian Open, Angelique Kerber já sabe o que pretende fazer para equilibrar as ações contra Serena Williams. A canhota alemã, sexta do ranking, aposta em jogo agressivo, com pontos mais curtos e bolas profundas para enfrenar a número 1 do mundo. O duelo está marcado para às 6h30 (de Brasília) deste sábado.

"Contra Serena, você nunca sabe como ela vai sacar. Ela é uma exímia sacadora e está devolvendo bem. Eu acho que as primeiras bolas, eles realmente vão decidir o jogo", disse Kerber, que tem uma vitória e cinco derrotas contra Serena. "Eu devo focar desde o primeiro ponto e jogar bolas profundas. Quando jogo muito curto, ela acaba indo para definição dos pontos e vai fazendo winner, winner e winner. Vi isso ontem contra Aga. Eu devo estar pronta para jogar o meu jogo e ser agressiva como ela é".

Há quatro anos no top 10, Kerber será número 4 do mundo na próxima semana e pode até alcançar a vice-liderança em caso de título. Aos 28 anos, ela sente que efetivamente pertence à elite do tênis. "Eu acho que agora eu tenho a confiança, você sabe, para ser realmente uma jogadora top-5. Acho que cresci nos últimos anos sendo uma jogadora top-10. Agora estou de volta no top 5. Acho que agora estou pronta para ser uma top 5. Vou mostrar a todos que eu mereço. Isso é um sentimento bom".

Para Kerber, um jogo foi fundamental para que ela se sinta mais forte mentalmente. A derrota para Lucie Safarova na fase de grupos do WTA Finals do ano passado, quando a alemã só precisava de um set para se classificar, serviu para que ela desse um basta na pressão. "O jogo contra Safarova em Cingapura mudou também muito em mim, porque eu disse para mim mesma depois que eu nunca mais deixaria a pressão novamente ganhar de mim".

"No fim do ano passado nós falamos em focar nos torneios maiores e tentar melhorar o meu tênis. Concentrar não para jogar em semis e finais, mas para melhorar o meu jogo, minha personalidade, e também ir lá para tentar jogar meu melhor tênis, focando nos torneios maiores".

Em sua primeira final de Grand Slam, Kerber tenta ser a segunda alemã a conquistar um Grand Slam na Era Aberta do tênis. A única a obter tal feito é justamente a recordista Steffi Graf, com 22 conquistas, uma a mais que Serena.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series