fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Goran Ivanisevic, Novak Djokovic , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Goran Ivanisevic, Novak Djokovic , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Goran Ivanisevic, Novak Djokovic , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/lendas/ivanisevic_melbourne_ri_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/lendas/ivanisevic_melbourne_ri_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
'Djokovic é de outro planeta', exalta Ivanisevic
29/11/2015 às 12h09
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/lendas/ivanisevic_melbourne_ri_int.jpg" title="Ivanisevic nunca viu o pupilo, Cilic, bater o sérvio" />

Ivanisevic nunca viu o pupilo, Cilic, bater o sérvio

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Monte Carlo (Mônaco) - A temporada de Novak Djokovic foi reverenciada por mais um ex-jogador que acompanha o circuito de perto, atualmente trabalhando como técnico. Sempre misturando brincadeiras e opiniões sérias, o croata Goran Ivanisevic disse que encarar o sérvio é como estar no filme Missão Impossível.

“Ele é irrefreável, de outro planeta. Se o compararmos com os outros melhores jogadores do mundo, parece que ele joga em outro nível”, exaltou o ex-número 2 do mundo e campeão de Wimbledon em 2001.

“Jogos contra ele são uma missão impossível que nem Tom Cruise poderia escapar”, acrescentou ao site Bets Player. Djokovic viveu a melhor temporada da carreira em 2015, totalizando 82 vitórias e apenas seis derrotas. Foram 15 finais seguidas e 11 troféus, incluindo três Grand Slam, inéditos seis Masters 1000 e o ATP Finals.

Trabalhando com o compatriota Marin Cilic nas últimas temporadas, Ivanisevic se acostumou a ver o pupilo perder para o número 1. O campeão do US Open de 2014 é um dos maiores “fregueses” do sérvio, amargando 14 derrotas em 14 jogos.

Nesta temporada, Djokovic teve dois passeios e um jogo relativamente equilibrado contra o atual 13º da ATP. O sérvio aplicou 6/0 e 6/3 no Masters 1000 de Monte Carlo e na semifinal do US Open, com o croata longe das condições físicas ideias, atropelou com 6/0, 6/1 e 6/2. Cilic não conseguiu tirar set, mas deu mais trabalho nas quartas de Wimbledon, sofrendo triplo 6/4.

Últimas notícias
Comentários
Loja - livros
Suzana Silva
ProSpin
Plakr