fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Andy Roddick , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Andy Roddick , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Andy Roddick , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2011/roddick/1108_paris_fore_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2011/roddick/1108_paris_fore_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Roddick faz campanha por Serena em premiação
25/11/2015 às 10h18
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2011/roddick/1108_paris_fore_int.jpg" title="Ex-número 1 destacou caminho de Serena até Graf" />

Ex-número 1 destacou caminho de Serena até Graf

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - O fim do ano se aproxima e é chegada a hora das premiações pela temporada em cada modalidade ou até pela disputa geral no esporte. É o que faz a revista americana Sports Illustrated, que mistura atletas, times e até um cavalo de corridas na edição 2015, que recebe votos até o próximo dia 12.

Entre os tenistas, os feitos de Novak Djokovic e Serena Williams foram reconhecidos entre os 12 indicados e a líder do ranking mundial recebeu um apoio de peso. O amigo e ex-número 1 do mundo, Andy Roddick, escreveu um texto para apoiar a jogadora de 34 anos na premiação.

“Nós não podemos penalizar Serena por estar vencendo tudo por tanto tempo. Alguém não deve ser penalizado porque nós já esperamos muito dele”, começa Roddick, antes de falar do número de Grand Slam. “Existe um significado extra no 2015 de Serena baseado no contexto histórico do tênis: como ela passou Chris Evert e Martina Navratilova e está no caminho para alcançar Steffi Graf”.

O ex-jogador analisa que Serena teve apenas uma partida realmente dura em Wimbledon, contra a bielorrussa Victoria Azarenka, e opina que Roland Garros foi seu Slam mais impressionante, justamente por achar que ela não jogou bem, para os seus padrões.

“Em 2006, o ranking de Serena caiu para perto de 100. Eu me lembro de pensar que ela teria de trabalhar duro e se comprometer, como eu estava tentando fazer. Em 2015, Serena ainda está ganhando Grand Slam e entrando no livro dos recordes e eu estou fora do jogo por três anos. Isso mostra como ela não teve medo de seguir seu próprio processo”, compara.

Roddick ainda diz que não ficaria surpreso caso Serena continue no circuito por mais alguns anos. Veja quem também concorre com Serena e Djokovic: Simone Biles, Usain Bolt, Steph Curry, Thomas Davis, Carli Lloyd, Lionel Messi, American Pharoah, Ronda Rousey, Kansas City Royals e Jordan Spieth.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin