fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Caio Silva, Fernando Romboli, Christian Lindell, Thiemo de BakkerCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Caio Silva, Fernando Romboli, Christian Lindell, Thiemo de BakkerCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Caio Silva, Fernando Romboli, Christian Lindell, Thiemo de Bakkertênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/brasileiros_outros/romboli_itajai_slice_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/brasileiros_outros/romboli_itajai_slice_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Feijão/Rogerinho e Romboli jogam finais de duplas
31/10/2015 às 08h42
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/brasileiros_outros/romboli_itajai_slice_int.jpg" title="Romboli tenta 2º título de duplas na temporada" />

Romboli tenta 2º título de duplas na temporada

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Lima (Peru) - Ainda que a semana tenha sido de resultados modestos para os brasileiros nas chaves de simples do circuito challenger, três jogadores nacionais têm chances de buscarem a reabilitação com títulos de duplas. É o caso da parceria paulista de João Souza, o Feijão, e Rogério Dutra Silva em Lima e do carioca Fernando Romboli em Monterrey.

Feijão e Rogerinho decidem às 19h (de Brasília) de sábado o título na capital peruana contra o eslovaco Andrey Martin e o chileno Hans Podlipnik-Castillo. A vaga na final foi conquistada após vitória por 6/3 e 6/1 em apenas 45 minutos contra o carioca que defende a Suécia Christian Lindell e o dominicano José Hernandez. O challenger peruano tem premiação de US$ 50 mil e é jogado no saibro.

Já Romboli está jogando nesta semana ao lado do italiano Paolo Lorenzi no torneio de US$ 100 mil, disputado em quadras duras. Os adversários na final serão os holandeses Thiemo de Bakker e Mark Vervoort. Romboli e Lorenzi venceram a semifinal contra os mexicanos Mauricio Astorga e Daniel Garza por 6/4 e 6/3 em 57 minutos. O jogo deve acontecer só no fim de noite, já que de Bakker também está na final de simples, prevista para às 21h contra o dominicano Victor Estrella Burgos.

Entre os três brasileiros que estão jogando finais de duplas, Feijão é o com mais títulos de challenger na modalidade. O paulista de 27 anos venceu sete torneios deste porte, sendo que seis dessas conquistas vieram ao lado do gaúcho Marcelo Demoliner nos últimos três anos. Seu parceiro, Rogerinho, tem 31 anos e venceu só três challengers de duplas já que prioriza apenas as competições individuais. Já Romboli, de 26 anos, venceu o último de seus seis challengers há poucas semanas, no saibro colombiano de Pereira.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG
ProSpin