fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Mischa Zverev, Valência Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Mischa Zverev, Valência Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Mischa Zverev, Valência tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bellucci/1006_pequim_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bellucci/1006_pequim_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Em 2h55, Bellucci sofre nova derrota na estreia
27/10/2015 às 13h47
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bellucci/1006_pequim_back_int.jpg" title="Paulista encerra o ano em Paris, na próxima semana" />

Paulista encerra o ano em Paris, na próxima semana

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Valência (Espanha) - O bom ano do paulista Thomaz Bellucci caminha para um final de temporada com resultados bem abaixo do esperado. No ATP 250 de Valência, o 39º do mundo perdeu vantagem e muitas chances no primeiro set, forçou a terceira parcial e teve mais oportunidades, mas caiu para o qualifier alemão Mischa Zverev, 215º, com parciais de 7/6 (7-4), 6/7 (2-7) e 7/6 (7-5), em 2h55 de batalha.

Esta foi a quarta eliminação seguida do número 1 do Brasil em uma estreia. Incluindo a Copa Davis contra a Croácia, são cinco derrotas consecutivas, o que deixa o top 40 ameaçado. Com 50% de aproveitamento em torneios de primeira linha em 2015 (29-29), o canhoto encerra a temporada na próxima semana, no Masters 1000 de Paris.

Zverev continua um ano de recuperação e deve ter seu melhor ranking desde janeiro de 2014, voltando ao top 200. O ex-número 45 é o jogador que mais furou qualificatórios de ATPs na temporada – oito – e nas oitavas de final tem tira-teima com o italiano Fabio Fognini, 22º e cabeça de chave 4. Ele venceu em Tóquio-2007 e Fognini deu o troco no saibro de Umag, dois anos depois.

Quadrifinalista do torneio em 2014, quando saiu do quali, Bellucci deu sinais de que poderia repetir a campanha no começo. O paulista aproveitou o quarto break point no game inicial e chegou a 3/1 com tranquilidade no serviço.

O jogo do alemão, com muitas subidas à rede e cheio de slices de backhand, aos poucos provocou mais erros de Bellucci. Depois de perder a quebra de vantagem em 3/2, Bellucci ainda criou mais quatro break points em 4/4, mas não aproveitou. Zverev foi mais firme no tiebreak e aproveitou o pior momento do paulista no jogo para fazer 2/0 no segundo set.

A história da primeira parcial se inverteu e o alemão não manteve a dianteira. Mais agressivo, Bellucci devolveu a quebra após um lob e um ponto dominado com o forehand e chegou a 3/3. Ele criou mais duas chances de quebra no oitavo game, mas outro tiebreak definiu a parcial. Com grande devoluções e passadas, o paulista obteve dois mini breaks, chegou a 5-0 e venceu todos os pontos no saque.

Zverev começou o set decisivo muito firme no saque e abusou dos slices, mostrando muita paciência nos ralis em que não subia à rede. Bellucci salvou três break points no segundo game, mas sofreu a quebra dois games mais tarde e viu o rival abrir 4/1. Em nova reação, o número 1 do Brasil devolveu a quebra no sétimo game e criou três chances para fazer 5/4, salvas pelo alemão na rede.

A última chance de Bellucci antes de mais um tiebreak foi desperdiçada com uma devolução de segundo saque para fora, em 5/5 e 30-30. O alemão chegou ao match point após uma dupla falta e o paulista efetuou um segundo serviço na linha para salvar, forçando o tiebreak. Um erro não forçado de forehand deu um mini break ao alemão, que trabalhou bem os pontos até definir na rede e chegar a 4-1. Um ótima devolução seguida de passada recolocou Bellucci no jogo, mas um backhand na rede em 5-5 proporcionou o segundo match point a Zverev, desta vez no saque, e o alemão não desperdiçou.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin