fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Joao Zwetsch, Joao Sousa, Andre Cunha, Roland GarrosCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Joao Zwetsch, Joao Sousa, Andre Cunha, Roland GarrosCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Thomaz Bellucci, Joao Zwetsch, Joao Sousa, Andre Cunha, Roland Garrostênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/zwetsch_aplaude_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/zwetsch_aplaude_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Em Paris, Zwetsch destaca evolução de Bellucci
23/05/2015 às 14h53
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/zwetsch_aplaude_int.jpg" title="Zwetsch voltou a trabalhar com Bellucci em janeiro" />

Zwetsch voltou a trabalhar com Bellucci em janeiro

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Trabalhando juntamente com Thomaz Bellucci desde janeiro, o técnico João Zwetsch destacou a evolução vivida pelo número 1 do Brasil durante a série de torneios no saibro europeu, que foi coroada com a conquista do título do ATP 250 de Genebra, o quarto na carreira de Bellucci.

“Fundamental essa evolução do Thomaz. A gente sabe que ganhar um torneio ATP é para muito poucos e o Thomaz acaba de ganhar o quarto dele agora, um feito louvável", disse Zwetsch, que era técnico de Bellucci em 2010, quando ele alcançou a 21ª posição no ranking e foi às oitavas em Roland Garos.

Os dois primeiros títulos de Bellucci foram ao lado de Zwetsch, Gstaad em 2009 e Santiago em 2010. No segundo título em Gstaad, o canhoto de Tietê era treinado pelo argentino Daniel Orsanic. Já na campanha até a semifinal do Masters 1000 de Madri em 2011, ele estava com Larri Passos.

“O Thomaz está respondendo muito bem ao caminho que a gente está traçando, é um cara forte, tem muita mais força do que acha que tem, e está descobrindo isso cada vez mais", acrescentou o técnico, que já está em Paris à espera de Bellucci. Em Genebra, o número 1 do Brasil foi acompanhado pelo preparador físico André Cunha.

Bellucci terá pouco tempo para comemorar a conquista do título na Suíça. O número 1 do Brasil e 60º do ranking mundial já segue para a disputa de Roland Garros. Ele estreia contra o australiano Marinko Matosevic, 100º colocado, e pode cruzar o caminho do número 5 do mundo Kei Nishikori na segunda rodada.

"O Thomaz gosta muito de jogar em Paris. Essa primeira partida será muito importante, porque a gente vai precisar superar o desgaste", avaliou Zwetsch. "São cinco sets e ele está vindo de uma semana dura. Mas ao mesmo tempo a confiança está alta e vamos lutar muito para passar a primeira rodada e, aí sim, entrar definitivamente no torneio”.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin