fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Daniel Gimeno-Traver, Diego Schwartzman, Santiago Giraldo, ATP 250 de IstambulCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Daniel Gimeno-Traver, Diego Schwartzman, Santiago Giraldo, ATP 250 de IstambulCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Daniel Gimeno-Traver, Diego Schwartzman, Santiago Giraldo, ATP 250 de Istambultênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0501_istambul_toss_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0501_istambul_toss_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Federer cede set, supera dia ruim e vai à semifinal
01/05/2015 às 11h01
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0501_istambul_toss_int.jpg" title="Suíço enfrenta Diego Schwartzman em busca da decisão" />

Suíço enfrenta Diego Schwartzman em busca da decisão

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Istambul (Turquia) - A atuação firme da estreia passou longe do suíço Roger Federer nesta sexta-feira. O número 2 do mundo desperdiçou muitos break points e precisou de três sets para garantir vaga na semifinal do ATP 250 de Istambul, superando o espanhol Daniel Gimeno, 62º, com parciais de 7/6 (7-3), 6/7 (5-7) e 6/3, em 2h27 de partida.

Neste sábado, Federer enfrenta o argentino Diego Schwartzman, 63º e cabeça de chave 8, pela terceira vez na carreira, sem nunca ter perdido sets para o rival (Roland Garros-2014 e Indian Wells-2015).

O baixinho argentino de 22 anos vinha de quatro derrotas seguidas em estreias e nunca havia alcançado as quartas de final de um ATP. Na abertura da rodada, ele sofreu um “pneu” antes de virar diante do colombiano Santiago Giraldo, cabeça 4, com parciais de 0/6, 6/2 e 6/2.

Federer busca a final de número 128 na carreira para tentar o 85º título – terceiro na temporada. Campeão no ATP 250 de Brisbane e no ATP 500 de Dubai, o ex-número 1 iniciou a temporada de saibro apenas com as oitavas de final no Masters 1000 de Monte Carlo.

O suíço deu indícios de que teria mais uma vitória rotineira ao largar com 2/0. Porém, com muitos erros, não consolidou a vantagem. Se o favorito não fazia uma jornada tão sólida nas trocas de bola, ao menos o saque correspondia. Federer disparou cinco aces, não enfrentou mais break points e ainda desperdiçou três oportunidades no oitavo game. No tiebreak, a esperada superioridade do suíço finalmente apareceu, encerrando o set em 52 minutos.

Na segunda parcial, Federer teve chances de quebra em três games seguidos do espanhol e não aproveitou. Gimeno se manteve firme do fundo de quadra e obteve sucesso ao apostar em deixadinhas. No quarto game, o suíço cometeu muitos erros, sofreu a quebra e precisou correr atrás no placar. A recuperação do atleta da Basileia só veio quando Gimeno sentiu a pressão de sacar para o set, em 5/3, escolhendo mal os golpes para perder o serviço de zero.

O espanhol pareceu sentir o momento, sacou em 0-40 no 5/5 e ainda conseguiu levantar o game. Aproveitando somente dois break points em 12 oportunidades nos dois primeiros sets, Federer se viu em mais um tiebeak e tratou de pressionar o rival desde o início, abrindo 2-0 antes de perder mais uma vantagem. O espanhol voltou a se recuperar e no segundo set point contou com uma devolução de slice do suíço na rede.

Federer seguiu em apuros no início do set decisivo, precisando salvar quatro break points no game inicial. O duelo continuou equilibrado e com games rápidos até Federer aproveitar a única oportunidade que criou no set para fazer 5/3 e confirmar a vitória com segurança em seguida.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
HandDry