fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Kei Nishikori, Pablo Andujar, Barcelona Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Kei Nishikori, Pablo Andujar, Barcelona Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Kei Nishikori, Pablo Andujar, Barcelona tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nishikori/0426_barcelona_trofeu_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nishikori/0426_barcelona_trofeu_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Nishikori confiante para Madri, Roma e Paris
26/04/2015 às 21h56
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nishikori/0426_barcelona_trofeu_int.jpg" title="Nishikori defendeu o título conquistado no ano passado" />

Nishikori defendeu o título conquistado no ano passado

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Barcelona (Espanha) - Feliz pela conquista do bicampeonato no ATP 500 de Barcelona, Kei Nishikori acredita que a conquista traz ânimo para sua sequência na temporada de saibro. Nas próximas semanas, o japonês disputa os três torneios mais importantes no piso, os Masters 1000 de Madri e Roma, além de Roland Garros.

"Conquista um torneio tão difícil no saibro me dá muita confiança para enfrentar as próximas competições. É apenas uma sensação incrível", comemorou o japonês, que mantém o quinto lugar no ranking mundial.

"Eu tenho que voltar a Barcelona. Estou muito feliz por defender o título", emendou o jogador, que foi também foi vice em Madri no ano passado.

Apesar da confiança, Nishikori foi crítico consigo mesmo. Ele acredita que não fez uma grande partida na vitória por duplo 6/4 neste domingo, diante do espanhol Pablo Andújar.

"O segundo set foi extremamente difícil e eu realmente não sei como eu ganhei, para ser honesto", avaliou Nishikori, que sofreu uma quebra no começo do set, buscou o empate no oitavo game e fechou a partida em uma forte sequência de quatro games seguidos.

"Pablo era muito agressivo e me fez correr para cima e para baixo o tempo todo. Eu também tentei ser agressivo e acho que é por isso que ganhei os pontos importantes, mas eu diria que ele jogou melhor do que eu", acrescentou o tenista de 25 anos, que conquistou seu nono ATP, o terceiro de nível 500.

Do outro lado, Andújar disputou a maior final na carreira aos 29 anos. O espanhol, que só tem três conquistas em torneios de nível 250 sente que fez uma boa apresentação, mas lamentou as chances perdidas.

"Foi uma final de altíssimo nível", disse Andujar, que saltará do 66º para o 44º lugar. "Nós dois estávamos jogando bem. Fui melhor no segundo set e senti que eu merecia algo mais, mas o que aconteceu foi que eu deixei algumas oportunidades passar", comentou.

"Acredito que eu poderia ter vencido, mas aqui estamos. Sinto que joguei o meu melhor tênis nesta semana", complementou o espanhol, que já foi 33º colocado em setembro de 2012.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
1xBet