fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Blaz Rola, Tommy Robredo, Andreas Haider-Maurer, Rio OpenCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Blaz Rola, Tommy Robredo, Andreas Haider-Maurer, Rio OpenCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Blaz Rola, Tommy Robredo, Andreas Haider-Maurer, Rio Opentênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/feijao/0218_rio_olhabola_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/feijao/0218_rio_olhabola_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Feijão vence, atinge o top 80 e foge de Robredo
18/02/2015 às 22h15
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/feijao/0218_rio_olhabola_int.jpg" title="Feijão teve altos e baixos com o saque a favor" />

Feijão teve altos e baixos com o saque a favor

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Numa maratona de 3 horas onde aconteceu quase tudo, João Souza, o Feijão, quebrou seu tabu particular contra o esloveno Blaz Rola, avançou para as quartas de final do ATP 500 do Rio de Janeiro e com tudo isso aparecerá na próxima segunda-feira com o mais alto ranking de sua carreira. O paulista de 26 anos gastou 3h01 para marcar as parciais de 6/4, 6/7 (9-11 no tiebreak) e 6/4.

Para completar seu ótimo momento, Feijão também escapou de enfrentar o especialista espanhol Tommy Robredo na sexta-feira. O cabeça 3 foi dominado pelo austríaco Andreas Haider-Maurer, 74º do ranking, por fulminantes 6/3 e 6/2. O confronto será inédito.

Com os 80 pontos já somados no Jockey Club - entram 90 e saem 10 do 18º melhor resultado -, Souza chegará ao total de 656 pontos, o que poderá deixá-lo no 76º lugar. Por enquanto, já garantiu o 80º, que será o mais alto de sua carreira, superando o 84º de 2011. Ao mesmo tempo, Feijão irá superar Thomaz Bellucci e se tornará o brasileiro mais bem classificado na lista internacional.

Mesmo com percentual de acerto do primeiro saque na casa de 50%, portanto inferior aos demais dias, Feijão controlou bem o primeiro set. Abriu 2/0, deu sorte para escapar de um break-point no quarto game e em seguida aproveitou-se de duas duplas faltas do esloveno para ir a 4/1. Perdeu intensidade e o serviço no oitavo game, mas teve sangue frio para fechar um primeiro set que viu apenas seis winners do brasileiro e quatro de Rola.

O segundo set ficou bem mais equilibrado. O esloveno controlou melhor seus golpes de base e passou a dar trabalho. Abriu 4/2, mas Feijão conseguiu ótimas devoluções e recuperou-se imediatamente. Veio então muita tensão no nono game, em que o brasileiro precisou sacar muito para evitar três set-points. A definição foi a um nervoso tiebreak. Feijão jogou mal, o adversário abriu 6-3, mas o paulista se recuperou e teve três match-points, o último num voleio muito fácil. Rola acabou fechando a série na sétima tentativa, já com 2h08 de duelo.

No terceiro set, os erros ficaram mais evidentes. Logo no terceiro game, Feijão salvou um break-point graças a erro do adversário, mas não evitou a quebra no sétimo game já demonstrando certa falta de mobilidade. O game seguinte foi curioso. Rola escapou com coragem do 0-40, teve um lance para fechar mas cometeu mais duas duplas faltas e Souza conseguiu virar para 5/4. O esloveno sentiu o momento, errou três bolas, fez duas duplas faltas e Feijão conseguiu enfim sua primeira vitória sobre Rola em quatro confrontos.

Haider-Maurer, de 27 anos, alcançar as quartas de um ATP pela segunda vez na temporada, repetindo o 250 de Chennai. "Foi uma grande vitória contra Robredo, uma das maiores da minha carreira". Ele acredita que pode ir longe no saibro, que não é seu piso predileto. "Sei que se enfrentar o Feijão será um jogo difícil, ele está bem confiante, jogando em casa, mas cada rodada é um passo, e acho que tenho chance de ir além no torneio".

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series