fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Rio Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Rio Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Rio Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0217_rio_peya_voleia_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0217_rio_peya_voleia_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Soares destaca tranquilidade na estreia no Rio
17/02/2015 às 21h30
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0217_rio_peya_voleia_int.jpg" title="Bruno e Alex buscam no Rio voltar aos bons resultados" />

Bruno e Alex buscam no Rio voltar aos bons resultados

Foto: Divulgação/Agif
Felipe Priante
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Bruno Soares e Alexander Peya se recuperaram da derrota sofrida na estreia do Brasil Open com um firme triunfo na primeira rodada do Rio Open nesta terça-feira. Cabeças de chave número 1, o mineiro e o austríaco derrotaram o sueco Johan Brunstrom e o norte-americano Nicholas Monroe em sets diretos e conquistaram o quarto triunfo da temporada.

Apesar de não terem os melhores resultados neste começo de 2015, Bruno e Alex não se desesperam com isso. “Estamos jogando bem melhor do que os nossos resultados, não é hora de ficar muito preocupado com isso, é apenas o quarto troneio que jogamos. Temos que ajustar uma coisinha ou outra que voltaremos as vitórias com mais frequência”, disse o mineiro.

“Hoje poderia ser mais fácil, algumas escaparam, mas ficamos tranquilos e matamos o jogo em dois sets. A gente está sacando bem, entrou bem o primeiro saque. É acertar algumas coisas a mais, ter confiança e fazer certo nos momentos decisivos. É mais instinto ganhador do que algo que se possa treina”, complementou Bruno, que novamente elogiou a presença do píblico que encheu a quadra 1.

“O público no Brasil sempre ajuda, te mantem animado e dá aquela energia, mesmo quando as coisas não estão indo tão bem A quadra 1 é muito gostosa de jogar, é um cadeirãozinho, ideal para esse tipo de jogo”, afirmou o mineiro.

Além de Bruno, outras duas duplas com brasileiros caíram em sua metade da chave, mas ele não lamentou tanto, pois só irá cruzar com elas mais à frente “Eu só pego brasileiro na semi e nesse ano semi pra mim é título”, brincou o mineiro. “Isso faz parte, eu e Marcelo (Melo) temos jogado bem menos (um contra o outro) porque saímos de cabeças de chave e aí nos enfrentamos só na reta final. É muito ruim enfrentar brasileiro nas primeiras rodadas”, finalizou.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series