fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Marcelo Melo, Rio Open, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Marcelo Melo, Rio Open, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Marcelo Melo, Rio Open, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0211_bropen_devolve_peya_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0211_bropen_devolve_peya_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Soares e Peya conseguem quarta vitória do ano
17/02/2015 às 18h04
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0211_bropen_devolve_peya_int.jpg" title="No ano passado, Soares e Peya foram até a semifinal" />

No ano passado, Soares e Peya foram até a semifinal

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Em seu quinto torneio da temporada, a parceria entre o mineiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya obteve na tarde desta terça-feira apenas sua quarta vitória de 2015. Cabeças 1 do Rio Open, eles sofreram no primeiro set, mas depois dominaram o sueco Johan Brunstrom e o norte-americano Nicholas Monroe, por 7/6 (7-4) e 6/4.

À procura de reação no ranking, os dois aguardam agora quem passar da partida entre Pablo Carreño/Federico Delbonis e Paolo Lorenzo/Diego Schwartzman. Se confirmarem o favoritismo, podem entrar cruzar com brasileiros. No mesmo quadrante, estão Marcelo Melo e o austríaco Julian Knowle, que estrearão na quarta-feira, e também André Sá e João Souza, que já avançaram às quartas.

Soares e Peua disputaram três torneios no piso sintético, parando na estreia de Doha, semifinais de Auckland e segunda rodada do Australian Open. Depois, foram para o saibro do ginásio do Ibirapuera, onde eram considerados favoritos, mas caíram justamente diante de Lorenzi e Schwartzman.

O primeiro set foi marcado pelas duas quebras de serviço para cada dupla. Soares e Peya se devam bem quando acertavam o primeiro serviço - ganharam 19 de 22 pontos -, mas sofriam com as boas devoluções quando precisaram do segundo saque, tendo vencido apenas 5 de 12 lances. A vitória no tiebreak relaxou, Soares  Peya obtiveram uma quebra prematura no segundo set e aí administraram até fechar a partida de 1h29.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series