fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Teliana Pereira, Sara Errani, Rio Open, Simona Halep, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Teliana Pereira, Sara Errani, Rio Open, Simona Halep, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Teliana Pereira, Sara Errani, Rio Open, Simona Halep, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/teliana/0214_rio_coletiva_rindo_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/teliana/0214_rio_coletiva_rindo_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Teliana destaca 'experiência única' contra Errani
15/02/2015 às 10h28
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/teliana/0214_rio_coletiva_rindo_int.jpg" title="Teliana diz que jogo 'só tem a acrescentar'" />

Teliana diz que jogo 'só tem a acrescentar'

Foto: Agif/Rio Open
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Apesar de pegar adversária difícil estreia no Rio Open, a pernambucana Teliana Pereira preferiu olhar o sorteio pelo lado positivo. A número 1 do Brasil e 110º do mundo enfrenta a italiana Sara Errani.

"Não é sempre que se joga contra uma finalista de Roland Garros. Joguei contra a [Simona], Halep no ano passado (na Quadra Central de Wimbledon) e foi uma experiência incrível", lembrou Teliana, que entrou no top 100 no final de 2013, e em 2014 disputou os quatro torneios do Grand Slam.

"Tenho certeza de que também será uma grande oportunidade para mim, só tem a acrescentar. Vou curtir ao máximo", contou , semifinalista do Rio Open no ano passado, quando viveu dias de estrela no Rio.

Teliana passou por momentos difíceis neste início de temporada. A jogadora de 26 anos perdeu na primeira rodada do quali dos Premiers de Brisbane e Sydney, e na segunda do quali para o Australian Open.

Convocada para integrar a equipe brasileira que jogou o Zonal Americano I da Fed Cup no México na semana, Teliana sofreu com dores no cotovelo e punho e só atuou em uma partida de duplas, já na final da eliminatória regional, contra o Paraguai.

Errani, por sua vez, é ex-top 5 e atual 13ª do ranking de simples e a nº 1 de duplas, ao lado da também italiana Roberta Vinci. Foi finalista de Roland Garros em 2012 e tem cinco títulos de Grand Slam de duplas, incluindo um Career Slam, completado em Wimbledon no ano passado.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series