fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/ferrer/0212_rio_coletiva_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/ferrer/0212_rio_coletiva_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Rio Open
Ferrer chega ao Rio Open otimista com o seu ano
14/02/2015 às 18h26
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/ferrer/0212_rio_coletiva_int.jpg" title="Espanhol venceu ATP de Doha no início de janeiro" />

Espanhol venceu ATP de Doha no início de janeiro

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Rio de Janeiro (RJ) - Com um título já conquistado em 2015, em Doha, no Catar, o espanhol David Ferrer, atual nono colocado do ranking mundial, chegou otimista para disputar o Rio Open. Ele concedeu entrevista coletiva neste sábado, no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro, e falou sobre suas expectativas para sua segunda participação no torneio.

"Estou contente com o início da minha temporada, foi muito bom começar vencendo um torneio. Também me encontro muito bem fisicamente", disse o espanhol de 32 anos, que já foi o terceiro melhor do mundo, em 2013, e soma 22 títulos na carreira. Assim como seu compatriota Rafael Nadal, Ferrer está usando os últimos dias antes da estreia para se adaptar ao forte calor do Rio de Janeiro.

"É muitíssimo calor, está difícil de treinar. Estou tentando me acostumar aos poucos, a umidade aqui é alta e fica ainda mais complicado do que na Austrália", explicou, comparando com as condições do primeiro Grand Slam da temporada, em Melbourne, conhecido pelas temperaturas extremas. No Aberto da Austrália deste ano, Ferrer chegou às oitavas de final.

Na primeira edição do ATP 500 do Rio de Janeiro, no ano passado, o espanhol alcançou a semifinal. Perguntado sobre onde pretende chegar neste ano, desconversou. "É bom disputar um torneio na América do Sul, o público daqui torce muito, como se estivesse em jogos de futebol, então espero corresponder e ir bem. Porém, prefiro primeiro pensar na primeira rodada".

Antes da estreia, Ferrer terá a chance de desfilar em uma escola de samba no carnaval carioca. Ele irá para a Marquês de Sapucaí na noite de domingo, ao lado de Nadal e Gustavo Kuerten, com as cores da Unidos do Viradouro. "Não sei dançar muito bem, mas vou tentar fazer o meu melhor. Tenho certeza de que será uma experiência muito bonita", disse o jogador, que já ultrapassou a incrível marca de 600 vitórias no circuito mundial. 

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series