fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Juan Martin Del Potro, Copa Davis, Daniel Orsanic, Thomaz Bellucci, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Juan Martin Del Potro, Copa Davis, Daniel Orsanic, Thomaz Bellucci, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Juan Martin Del Potro, Copa Davis, Daniel Orsanic, Thomaz Bellucci, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/del_potro/0113_sydney_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/del_potro/0113_sydney_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Mesmo sem jogar, Delpo fica com time na Davis
13/02/2015 às 15h47
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/del_potro/0113_sydney_back_int.jpg" title="Del Potro está à disposição para novos confrontos" />

Del Potro está à disposição para novos confrontos

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Miami (EUA) - Em fase final de recuperação de sua segunda cirurgia no punho esquerdo, Juan Martin Del Potro não poderá disputar o confronto entre Argentina e Brasil pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis. Entretanto, o argentino disse que estará presente junto com os demais tenistas de seu país, que jogarão no Parque Tecnopolis, em Buenos Aires, para o confronto entre os dias 6 e 8 de março.

"Desde já, fico imaginando o que vou sentir nos jogos contra o Brasil. Voltarei a Buenos Aires essa semana. Estou animado para reviver a Copa Davis", disse Del Potro, em entrevista ao jornal Clarín. "É algo que eu estava querendo há muito tempo: reencontrar-me com um estádio argentino e com as pessoas. Ainda não sei quando eu posso jogá-lo, mas eu sonho o mais rápido possível", acrescentou o atleta de 26 anos.

"O Brasil será um adversário difícil, mas estou muito confiante de que seremos bem sucedidos. Espero que a gente avance para que eu possa jogar na rodada seguinte", complementou Del Potro, que, se colocou à disposição para um eventual confronto de quartas de final, contra Sérvia ou Croácia.

Atualmente ocupando o 340º lugar no ranking, por ter disputado apenas 13 partidas nos últimos 12 meses, devido às suas duas cirurgias no punho. Sem atuar na Davis desde 2012, por conta não apenas de problemas físicos e de calendário, mas também por desentendimentos com o antigo capitão da Davis, Martin Jaite, Del Potro explicou seus motivos para a volta à competição por equipes.

"Não é um único evento, mas uma série de profundas mudanças que vão trazer muitas coisas boas para tênis argentino. Um exemplo é o Centro Nacional de Alto Desempenho, com ênfase no desenvolvimento de juvenis, os meninos têm o apoio dirigencial e de grandes jogadores", disse Del Potro, que será comandado agora por Daniel Orsanic (ex-técnico de Thomaz Bellucci) em eventuais convocações para a Davis.

"Após a morte de Arturo Grimaldi (ex-presidente da AAT, falecido em outubro) com quem teve um relacionamento bom e respeitoso, eu me encontrei com líderes como Armando Cervone, Palito Fidalgo, Diego Gutierrez, que é honesto, sincero, trabalhador, empreendedor e têm o mesmo desejo que eu tenho que mudança".

Últimas notícias
Comentários
Loja - livros
Suzana Silva
ProSpin