fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Estrella, Feliciano Lopez, Quito Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Estrella, Feliciano Lopez, Quito Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Estrella, Feliciano Lopez, Quito tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/estrangeiros_outros/estrella_quito_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/estrangeiros_outros/estrella_quito_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Estrella faz história e conquista ATP aos 34 anos
08/02/2015 às 19h14
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/estrangeiros_outros/estrella_quito_back_int.jpg" title="Com apenas 1,73m, Estrella vive melhor fase" />

Com apenas 1,73m, Estrella vive melhor fase

Foto: ATP
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Quito (Equador) - O dominicano Victor Estrella precisou esperar quase 15 anos de circuito profissional para enfim comemorar um troféu de nível ATP. Ele conseguiu o feito na tarde deste domingo, ao superar o superfavorito Feliciano López, 14º do ranking, na decisão do ATP 250 de Quito. Em jogo de 2h39, Estrella marcou 6/2, 6/7 (5-7) e 7/6 (7-5).

Aos 34 anos e sete meses, ele passa a ser o tenista mais velho tenista a conquistar seu primeiro título de ATP em toda a Era Profissional, iniciada em 1968. Supera assim a marca do australiano Wayne Arthurs, que tinha 33 anos e 11 meses quando foi campeão em Scottsdale de 2005. Estrella já tinha feito história como mais velho finalista ao superar Thomaz Bellucci no sábado.

A partida esteve quase o tempo inteiro nas mãos de Estrella, que tentava alongar os pontos e se defender das subidas constantes de López. O cabeça 1 se mostrava falho na rede e com movimentação prejudicada. Pediu atendimento para a coxa direita, mas prosseguiu na busca de seu primeiro troféu sobre o saibro.

O terceiro set foi especialmente emocionante. Estrella abriu 3/0, permitiu a reação de López que empatou no oitavo game. Os dois tiveram chances, mas persistiram até o novo tiebreak. O dominicano de novo saiu na frente, López reagiu e a vantagem final veio em passada perfeita no 11º ponto. Estrella sacou em seguida e se jogou ao saibro para comemorar o feito.

Aos 33 anos, López disputou sua 12ª final e permanece com quatro títulos de ATP. Vem agora para ser o cabeça 1 no ATP de São Paulo, devendo estrear somente na quinta-feira para ter o máximo de repouso possível. Estrella preferiu competir num pequeno challenge em seu país, onde certamente será recebido com festa.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis
ProSpin
HandDry