fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victoria Azarenka, Fed Cup, Belarus Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victoria Azarenka, Fed Cup, Belarus Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victoria Azarenka, Fed Cup, Belarus tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/azarenka/0122_ausopen_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/azarenka/0122_ausopen_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Azarenka quer conduzir subida bielorrussa na Fed
03/02/2015 às 10h49
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/azarenka/0122_ausopen_back_int.jpg" title="Azarenka ocupa atualmente a 49ª posição no ranking" />

Azarenka ocupa atualmente a 49ª posição no ranking

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Budapeste (Hungria) - Ex-número 1 do mundo, a bielorrussa Victoria Azarenka vai encarar um desafio nesta semana, defendendo a sua equipe no Zonal Europa/África I da Fed Cup. Ela tem como missão comandar sua nação de volta à segunda divisão do torneio, que que esteve pela última vez em 2012, e acredita que possa fazer Belarus subir.

“Acho que temos um bom time, com algumas jovens jogadoras que eu não conheço muito bem, mas as vi indo bem e estou empolgada em fazer parte disso, tentando levar Belarus para cima”, comentou Azarenka, que terá ao seu lado as compatriotas Olga Govortsova, Aliaksandra Sasnovich e Vera Lapko.

“Espero que nossa equipe possa batalhar para subirmos para o Grupo Mundial II e tentar melhorar. Foi uma atmosfera incrível quando trouxemos o Grupo Mundial II da Fed Cup para Minsk. Espero que nosso país possa ter essa experiência novamente”, comentou Azarenka, que viaja para Budapeste para encarar o desafio na Fed.

Divididas em quatro grupos, as nações que disputam o Zonal Europa/África I brigam por duas vagas na segunda divisão da Fed Cup. Belarus de Azarenka está no Grupo C, ao lado de Portugal, Bulgária e Geórgia. O vencedor irá pegar o vencedor do Grupo B, que tem Grã-Bretanha, Ucrânia, Turquia e Liechtenstein.

“Temos um bom espirito de equipe, o que é uma das coisas mais importantes nesta competição”, disse a otimista Azarenka, que joga a Fed desde 2005, somando 14 triunfos e cinco derrotas. Em simples, são 10 triunfos e quatro derrotas, ao passo que nas duplas são mais quatro vitórias e uma única derrota.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio
ProSpin