fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Nick Kyrgios, Dubai, Marselha, Copa Davis, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Nick Kyrgios, Dubai, Marselha, Copa Davis, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Nick Kyrgios, Dubai, Marselha, Copa Davis, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/kyrgios/0121_ausopen_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/kyrgios/0121_ausopen_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Kyrgios desiste de torneios e espera jogar a Davis
02/02/2015 às 18h12
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/kyrgios/0121_ausopen_back_int.jpg" title="Kyrgios teve lesão por estresse na vértebra" />

Kyrgios teve lesão por estresse na vértebra

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Canberra (Austrália) - Uma lesão por estresse vai tirar o australiano Nick Kyrgios de combate por um tempo. O jovem tenista já abdicou de disputar o ATP 250 de Marselha e o ATP 500 de Dubai para se recuperar. Sua meta agora é conseguir ficar bom à tempo para poder disputar a primeira rodada da Copa Davis, que acontece entre os dias 6 e 8 de março.

Um raio X revelou que Kyrgios tem um problema na vertebra L3, que se desenvolveu para uma lesão por estresse enquanto ele jogava. Por conta disso, ele vai ficar de molho nas próximas duas semanas e depois tentará recobrar sua forma à tempo de defender o país na Davis contra a República Tcheca em Praga.

“A Copa Davis é uma prioridade para ele, que realmente espera estar lá. Ele está desesperado em poder representar a Austrália e acho que todos acreditam que ele podemos vencer o confronto”, declarou Todd Larkham, o treinador do australiano de 19 anos. “Temos um time que pode vencer alguns duelos e até ir para a final, por isso faremos o possível para ele jogar”, acrescentou.

Larkham disse que o problema que o pupilo enfrenta agora é o mesmo que teve durante o Australian Open, onde conseguiu mesmo assim alcançar as quartas de final. O treinador não acredita que o problema será algo com que Kyrgios terá problemas recorrentes nas costas, colocando as dores ainda no amadurecimento físico do pupilo, que tem ainda muito a evoluir.

“Ele tem uma lesão por estresse no osso da vértebra L3, mas não chega a ser uma fratura. Além disso, não há lesões no disco. Mas se ele continuasse a jogar assim poderia sim chegar a uma fratura”, explicou Larkham. “Os médicos não deram exatamente um tempo de recuperação, mas acreditam que estará bom e sem dor em um mês”, complementou.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin