fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, John Millman, James Duckworth, Brisbane, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, John Millman, James Duckworth, Brisbane, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, John Millman, James Duckworth, Brisbane, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0108_brisbane_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0108_brisbane_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Federer admite sorte para superar estreia
08/01/2015 às 16h31
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/federer/0108_brisbane_back_int.jpg" title="Federer enfrentará mais um atleta da casa nas quartas" />

Federer enfrentará mais um atleta da casa nas quartas

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Brisbane (Austrália) - Depois de uma estreia complicada no ATP 250 de Brisbane, Roger Federer reconheceu que a sorte esteve ao seu lado. Atuando diante do convidado local John Millman, 153º do ranking, o suíço perdeu o primeiro set e viu o rival liderar por 3/1 na segunda parcial, antes de reverter o placar para 4/6, 6/4 e 6/3 em 2h01 de disputa.

"Sinto que tive muita sorte", disse Federer após a partida. "Ele estava jogando um ótimo tênis até os últimos games. Eu tive que lutar muito e ele tem crédito por ter me tirando do sério", acrescentou o suíço, que teceu ainda mais elogios ao rival de 25 anos.

"Ele definitivamente era o jogador mais consistente. Eventualmente, eu tive que jogar muito bem para sair daquela situação".

Ainda que a sorte tenha sorrido ao suíço, Federer se manteve tranquilo quanto ao desempenho. Aos 33 anos, o suíço entende os altos e baixos como algo normal para o começo do ano. "Eu não joguei mal, mas às vezes me senti um pouco cansado. É o primeiro jogo da temporada e você nunca sabe o que esperar. Estou suando feito um louco".

Garantido nas quartas de final, Federer terá pela frente mais um atleta da casa, James Duckworth, 125º do ranking, e a quem já derrotou na estreia do último Australian Open. Dessa forma, o suíço já pode fazer uma breve análise do que virá pela frente. "O jogo de Duckworth baseia-se mais no saque e definição na segunda bola que o de Millman", avaliou Federer.

Superado nos detalhes pelo número 2 do mundo, Millman lamentou as chances perdidas, mas tira lições positivas do encontro diante de um dos maiores campeões em todos os tempos. "Para ser honesto, estou decepcionado. Eu tive minhas chances e não aproveitei", admitiu o australiano. "Mas estou animado em saber que eu posso jogar de igual para igual contra um dos melhores do mundo".

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Suzana Silva
ProSpin