fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Adrian Ungur, Blaz Rola, Rui Machado, PoznanCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Adrian Ungur, Blaz Rola, Rui Machado, PoznanCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Adrian Ungur, Blaz Rola, Rui Machado, Poznantênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/feijao/0217_rio_olhabola_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/feijao/0217_rio_olhabola_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Feijão alcança a semifinal e se aproxima do top 100
18/07/2014 às 11h20
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/feijao/0217_rio_olhabola_int.jpg" title="Feijão pode ultrapassar Bellucci no ranking da ATP" />

Feijão pode ultrapassar Bellucci no ranking da ATP

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Poznan (Polônia) - A batalha do paulista João “Feijão” Souza em busca do retorno ao top 100 ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira. Cabeça de chave no challenger de Poznan, ele se garantiu nas semifinais do torneio ao derrotar o romeno Adrian Ungur, oitavo pré-classificado, com parciais de 7/5, 4/6 e 6/4, em 2h34 de batalha.

"Foi um jogo duríssimo, uma guerra. Muito equilibrado, os dois sacando bem e jogando bem de fundo, dando poucas chances. Estive abaixo com uma quebra no terceiro set e só pensei em lutar ponto a ponto", resumiu o paulista.

Com a vaga nas semifinais no saibro polonês, Feijão se aproxima bastante do top 100, podendo garantir um lugar nesta faixa de ranking com mais uma vitória. O próximo rival do paulista de Mogi das Cruzes será o vencedor do duelo entre o esloveno Blaz Rola, principal favorito, e o português Rui Machado.

Atual 116 do mundo, o paulista deve ganhar em torno de 10 colocações com a campanha em Poznan. Se for à final, Feijão tem a possibilidade de voltar ao top 100, mas para isso precisará torcer por resultados negativos de quatro rivais que brigam com ele: o belga David Goffin, o australiano Bernard Tomic, o austríaco Andreas Haider-Maurer e o taiwanês Jimmy Wang.

Se conseguir sair do torneio polonês com o título, Feijão não só sacramentará o retorno à faixa dos 100 melhores do mundo, como também assumirá a condição de número 1 do Brasil, deixando para trás o paulista Thomaz Bellucci por apenas três pontos. Os resultados recentes do segundo melhor brasileiro na ATP têm sido muito bons. Duas semanas atrás ele foi às quartas de final em Braunschweig e logo em seguida foi semifinalista em Scheveningen.

Feijão viu o seu saque servir de termômetro para seu desempenho na partida contra Ungur. Ele venceu o primeiro set com quatro aces e 74% de aproveitamento, sem sofrer uma quebra sequer. Na segunda parcial, o paulista conquistou apenas 55% dos pontos disputados com o serviço e foi superado com um break solitário. A vitoria veio com 66% de aproveitamento de saque e 47% nas devoluções, no terceiro set, em que teve duas quebras a favor e uma contra.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Torneio Teodózio
ProSpin