fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Petra Kvitova, Eugenie Bouchard, Wimbledon Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Petra Kvitova, Eugenie Bouchard, Wimbledon Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Petra Kvitova, Eugenie Bouchard, Wimbledon tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/kvitova/0705_wim_saque_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/kvitova/0705_wim_saque_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Kvitova atropela novata e fatura bi em Wimbledon
05/07/2014 às 11h14
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/kvitova/0705_wim_saque_int.jpg" title="Kvitova é 8ª profissional a vencer Wimbledon duas vezes" />

Kvitova é 8ª profissional a vencer Wimbledon duas vezes

Foto: WTA
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - A tcheca Petra Kvitova não deu espaço para que a sensação canadense Eugénie Bouchard pudesse entrar em jogo. Com um tênis agressivo e avassalador, a canhota de 24 anos conquistou com rapidez o bicampeonato no torneio de Wimbledon, três anos depois da primeira conquista, ao marcar o placar inapelável de 6/3 e 6/0, em apenas 55 minutos de duelo. Com o resultado, Kvitova volta a ocupar o quarto lugar do ranking e embolsa 1,76 milhão de libras (cerca de R$ 6,7 milhões).

Eficiente no saque e muito agressiva no fundo de quadra, procurando sempre encurtar os pontos com bolas cruzadas firmes, Kvitova acelerou o ritmo desde o primeiro game e deu mínimas oportunidades para a jovem adversária, que fazia sua primeira grande final da curtíssima carreira. A tcheca obteve a primeira quebra logo no terceiro game e chegou a ter 5/2, com saque a favor. Foi o único momento em que os golpes de fundo da canadense surtiram algum efeito mas, mesmo depois de perder o serviço, Kvitova continuou seu desempenho avassalador.

Sem permitir que a adversária tivesse tempo de adotar outra tática, Kvitova continuou forçando seus golpes em todos os games e rapidamente abriu nova vantagem larga e fechou o segundo set com bolas anguladas perfeitas. Foi a final feminina com menor número de games disputados desde 1992, quando a alemã Steffi Graf derrotou Monica Seles, por 6/2 e 6/1.

Este foi o 12º título em 15 finais disputadas na carreira para a Kvitova, que é apenas a quarta canhota a conquistar um Grand Slam e a terceira a vencer Wimbledon em toda a Era Profissional, ao lado de Ann Jones e Martina Navratilova. Ela também entra para a curta lista de oito jogadoras a conquistar ao menos dois troféus no Grand Slam britânico, juntando-se a fenômenos como Billie Jean King, Evonne Goolagong, Chris Evert, Navratilova, Graf, Serena e Venus Williams.

A conquista é uma verdadeira redenção para a tcheca, que vinha fazendo campanhas fracas nos recentes Slam, tendo parado na terceira rodada do US Open e de Roland Garros e sequer passado da estreia no Australian Open. Sequer havia feito uma final na temporada 2014, mas sairá de Londres como a oitava mais bem colocada no ranking da temporada. Fato curioso é que ela esteve a dois pontos de ser batida na terceira rodada de Wimbledon pela veterana Venus Williams, antes de vencer por 7/5 no set decisivo.

Na primeira final de Slam entre duas tenistas nascidas nos anos 1990, Bouchard deixa Londres como a sétima do mundo, mais alta classificação de uma canadense na história. Aos 20 anos, ela não tinha perdido sets no torneio até então, eliminando duas top 10 (Simona Halep e Angelique Kerber). Esta foi apenas a terceira decisão  de sua carreira, em que soma um troféu obtido em WTA na Alemanha há poucas semanas.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series