fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Pete Sampras, Wimbledon Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Pete Sampras, Wimbledon Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Roger Federer, Pete Sampras, Wimbledon tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/federer/0621_wim_treinando_int.png" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/federer/0621_wim_treinando_int.png" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
'Não penso que pode ser o último', garante Federer
21/06/2014 às 10h27
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/federer/0621_wim_treinando_int.png" title="Federer disputará seu 16º torneio de Wimbledon" />

Federer disputará seu 16º torneio de Wimbledon

Foto: Site oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - O suíço Roger Federer disputará Wimbledon pela 16ª vez consecutiva e, perto de completar 33 anos, sabe que sua longa e vitoriosa história na grama londrina está chegando ao fim. Campeão por sete vezes, cinco delas consecutivas, ele tem um dos currículos de maior sucesso no torneio em todos os tempos.

"Wimbledon é sempre um lugar muito especial para se estar", afirmou o número 4 do mundo na entrevista oficial de apresentação dos jogadores. "Não penso como 'ah, meu deus, pode ser meu último torneio', mas sinto uma grande felicidade, uma paz. Estar aqui é simplesmente empolgante".

Vencedor do torneio de Halle na semana passada, ele acredita numa boa atuação. "Acho que tenho uma boa chance. Definitivamente, estou bem melhor do que no ano passado, por exemplo. Sinto que está tudo no ponto, que tudo caminhou direito e certamente estou mais relaxado mentalmente". Em 2013, ele foi inesperadamente derrotado na segunda rodada por Sergyi Stakhovski, em sua pior campanha em Wimbledon em uma década.

"Quanto mais velho você fica, mais você aprecia as coisas. Sei que não terei mais 15 Wimbledon pela frente, então você fica ainda mais feliz por tomar parte nesta grande experiência", afirma ele, sobre o retorno. "Voltar para Wimbledon me traz muitas recordações. Desde que eu era uma criança e vinha disputar o torneio juvenil, ou derrotando (Pete) Sampras em 2001, depois algumas derrotas na primeira rodada. E aí veio meu primeiro título em 2003. Sempre é gostoso voltar aqui. É um prazer poder estar saudável, em forma e com vontade de dar tudo novamente".

Federer fará sua primeira partida na terça-feira com amplo favoritismo sobre o italiano Paolo Lorenzi. Quando entrar em quadra, atingirá 59 Slam consecutivos, ampliando seu recorde na Era Profissional, iniciado no Australian Open de 2000. Em Wimbledon, tem 67 vitórias e pode neste ano alcançar as 71 do alemão Boris Becker. O recordista é Jimmy Connors, com 84.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series