fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Rafael Nadal, Robin Haase, Milos Raonic, WimbledonCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Rafael Nadal, Robin Haase, Milos Raonic, WimbledonCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Rafael Nadal, Robin Haase, Milos Raonic, Wimbledontênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/djokovic/0627_wimb_saque_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/djokovic/0627_wimb_saque_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Surpreso com cabeça 1, Djokovic disputa exibição
18/06/2014 às 21h14
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/djokovic/0627_wimb_saque_int.jpg" title="Djokovic espera superar a derrota em Paris" />

Djokovic espera superar a derrota em Paris

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - O sérvio Novak Djokovic se disse surpreso com a indicação de cabeça 1 para o torneio de Wimbledon, o mais importante evento do calendário internacional, que começa segunda-feira no All England Club. Ele lidera o chamado 'ranking da grama', sistema usado para o All England Club para determinar os 32 cabeças de chave masculinos. O sorteio está marcado para as 6 horas desta sexta-feira.

"Para ser honesto, estou um pouco surpreso", afirmou o número 2 do mundo durante evento de um de seus patrocinadores. "Fico agradecido pelo respeito que o torneio me rende, e sempre procuro jogar meu melhor lá". Campeão em 2011, Djokovic chegou na semi na temporada seguinte e foi à decisão no ano passado, numa clara mostra de sua perfeita adaptação à grama londrina. Nadal, embora tenha feito cinco finais consecutivas e vencido duas delas, teve campanhas muito fracas nas duas edições mais recentes, tendo perdido na segunda rodada em 2012 e na estreia de 2013.

"Eu tinha o sonho de ganhar Wimbledon, o que acabou acontecendo em 2011, e tendo me saído bem. Acho que isso pesou na decisão. É um privilégo, mas ao mesmo tempo é uma responsabilidade, uma pressão extra ser o principal cabeça", argumenta.

Sobre como lidou com a derrota na final de Roland Garros, o sérvio foi enigmático: "Ainda estou processando. Mentalmente, não foi a primeira vez nem será a última que perdi um grande torneio. Já enfrentei isso antes, como na semi do ano passado em Paris, que foi algo muito emocional. Ainda assim, cheguei à final de Wimbledon, então espero repetir isso".

Djokovic optou por não disputar torneios preparatórios, mas participará nesta quinta-feira da exibição ATP Boodles, que acontece no Stone Park, em Buckinghamshire. Seu adversário será o holandês Robin Haase, que nesta quarta perdeu apertado para o canadense Milos Raonic, por 4/6, 6/4 e 10-5.

Em outros jogos disputados na segunda rodada, o alemão Philipp Kohlschreiber venceu o italiano Fabio Fognini, por 7/5, 4/6 e 10-4, e o sul-africano Kevin Anderson ganhou do norte-americano Jack Sock, 6/4, 3/6 e 10-6.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series