fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Justine Henin, treinadora, filho Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Justine Henin, treinadora, filho Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Justine Henin, treinadora, filho tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/topspin/henin_jornalistas_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/topspin/henin_jornalistas_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Henin considera ser técnica depois de ter outro filho
11/06/2014 às 11h37
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/topspin/henin_jornalistas_int.jpg" title="" />
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Bruxelas (Bélgica) - A belga Justine Henin está considerando se tornar técnica e viajar o circuito. Contudo, antes de embarcar nesta nova empreitada, a número 1 do mundo quer engravidar novamente e ter seu segundo filho. “Quando penso em como estar ligada ao tênis, ser treinadora é algo tentador”, disse em entrevista à imprensa belga.

“Claro que vai levar um tempo. A principal dificuldade será transmitir minhas ideias e me adaptar à personalidade de quem estiver trabalhando comigo. Com certeza será um grande desafio”, acrescentou Henin, que tem uma filha, Lalie, e ainda vai esperar um pouco mais de tempo para iniciar a nova empreitada.

Ela ainda vai esperar de dois a cinco anos para trabalhar com alguém no circuito. Henin disse que dará prioridade e uma jovem estrela que ainda não esteja estabelecida. Neste momento, a belga vem cuidando de sua academia de tênis, que recentemente encarou problemas financeiros.

Em 2014, a belga não comentou Roland Garros para a televisão, como fez em anos anteriores, mas acompanhou bastante do segundo Grand Slam da temporada. “Todas as quadrifinalistas são muito atléticas e Sharapova se mostrou uma guerreira. Gostem ou não, ela tem uma mentalidade de campeã”, avaliou a ex-número 1.

“Não havia visto Halep jogando antes e ela mostrou ter um jogo muito inteligente. Tem alguma coisa que lembra meu próprio estilo de jogo, é ofensiva e agressiva”, complementou a belga, que atualmente vê apenas duas compatriotas no top 100 da WTA: Kirsten Flipkens e Yanina Wickmayer.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG
ProSpin