fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roger Federer, Pete Sampras, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roger Federer, Pete Sampras, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roger Federer, Pete Sampras, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/nadal/0608_rg_levanta_trofeu_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/nadal/0608_rg_levanta_trofeu_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Para Nadal, vencer em Paris é o mais importante
08/06/2014 às 17h58
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/nadal/0608_rg_levanta_trofeu_int.jpg" title="Nadal acredita que ser agressivo no 2º set mudou o jogo" />

Nadal acredita que ser agressivo no 2º set mudou o jogo

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Ao conquistar seu nono título em Roland Garros, o quinto de forma consecutiva, o espanhol Rafael Nadal chegou à marca de 14 Grand Slams igualando os números do norte-americano Pete Sampras e a três do recorde do suíço Roger Federer, seu principal rival ao longo da última década. O espanhol, entretanto, deixa essas contas em segundo plano, para depois que encerrar a carreira como tenista profissional. Por ora, ganhar o próximo Roland Garros será sempre sua prioridade.

“Vamos ver quando terminar a minha carreira quantos Grand Slams eu terei ou se eu ganhar três, quatro, ou cinco vezes seguidas”, disse ele. “Mas para mim é sempre o mesmo. A coisa mais importante é vencer Roland Garros”, disse Nadal após a vitória em quatro sets sobre o sérvio Novak Djokovic neste domingo.

Nadal que perdeu a primeira parcial cometendo erros não-forçados em pontos importantes comentou que uma mudança de atitude no segundo set foi fundamental para reverter o placar negativo diante de Novak Djokovic na final disputada neste domingo. “Eu estava tão forte. Eu realmente queria derrotá-lo”, revelou Nadal após a partida. “Eu sofri muito, mas consegui encontrar as soluções nos momentos mais difíceis. Consegui ganhar o jogo e o torneio”.

Segundo Nadal, a chave para a vitória foi ter tomar uma maior iniciativa para definir os pontos na segunda parcial, muito por conta de um aumento de sua confiança em quadra.

“Eu sei que, para jogar contra ele, preciso para jogar ao meu limite e ser agressivo. Mas é sempre a mesma coisa, não? Para jogar agressivo você precisa estar confiante, você precisa sentir a bola”, explicou o líder do ranking mundial.

“Acho que a partida estava mais nas mãos dele no começo. Eu fazia mais pontos em erros dele que em winners. No segundo set, acho que a dinâmica do jogo mudou. Eu era capaz de jogar mais agressivo e fiz coisas melhores... Foi muito importante para mim ganhar esse segundo set. Sem isso, eu não sei se eu teria esse troféu comigo agora”.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series