fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Maria Sharapova, Simona Halep, Roland Garros Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Maria Sharapova, Simona Halep, Roland Garros Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Maria Sharapova, Simona Halep, Roland Garros tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/sharapova/0607_rg_abracatrofeu_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/sharapova/0607_rg_abracatrofeu_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Sharapova destaca trabalho para sucesso no saibro
07/06/2014 às 19h29
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/sharapova/0607_rg_abracatrofeu_int.jpg" title="Roland Garros é agora o Slam de maior sucesso da russa" />

Roland Garros é agora o Slam de maior sucesso da russa

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Maria Sharapova provou mais uma vez que se encontrou nas quadras de saibro. Depois de patinar no começo da carreira sobre este piso, a russa trabalhou duro para obter êxito na terra batida e o esforço tem sido recompensado. Com a vitória sobre a romena Simona Halep na final deste sábado, ela se tornou bicampeã de Roland Garros, que agora é seu Grand Slam de maior sucesso.

“Tenho mais títulos em Roland Garros que em qualquer outro Grand Slam. Sinto que trabalhei muito para isso, nada mais. Não cresci jogando no saibro, mas me esforcei para ficar cada vez melhor”, declarou a musa siberiana. Antes de 2012 o saibro era o piso de pior desempenho de Sharapova, sobre o qual ela vencia pouco mais de 77% das partidas que disputava.

Só que a ex-número 1 do mundo conseguiu uma evolução incrível neste piso e desde 2012 venceu 93% dos jogos, conquistou sete títulos no saibro, sendo dois deles em Roland Garros. Hoje, Sharapova tem aproveitamento de quase 84% na terra batida contando toda a carreira, que supera os quase 82% na grama e os 78% nos pisos duros.

Apesar de toda a experiência, Sharapova revelou ter se emocionado bastante com a conquista em Paris. “Foi uma vitória emocionante. Já fiz várias finais de Grand Slam, mas sempre é uma sensação diferente. Acho que quanto mais velha fico, mais consigo apreciar esses momentos ainda mais”, disparou a russa, que com o triunfo vai voltar ao top 5.

Sobre o jogo em si, a siberiana não destacou um momento mais importante e falou em vários pontos cruciais. “Houve muitos momentos chaves e bastantes altos e baixos durante a partida. Fiquei perto da vitória e então perdi muitos pontos em sequência, deixando o jogo igual. Fiquei em uma posição que tive que começar tudo de novo, o que não é nada fácil”, lembrou.

Conseguir lidar com a derrota no segundo set foi destacado pela russa. “Apenas tentei refletir e entender como as coisas estavam andando, para assim buscar machucá-la mais. Tinha que continuar tentando, mesmo que a derrota no segundo set tenha sido muito frustrante”, finalizou Sharapova.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series