fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Alejandro Gonzalez, Oleksandr Nedovyesov, Challenger, Harmonia, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Alejandro Gonzalez, Oleksandr Nedovyesov, Challenger, Harmonia, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Alejandro Gonzalez, Oleksandr Nedovyesov, Challenger, Harmonia, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/estrangeiros_outros/alejandro_gonzalez_fore_harmonia_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/estrangeiros_outros/alejandro_gonzalez_fore_harmonia_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Invicto e top 100, colombiano decide no Harmonia
16/11/2013 às 18h51
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/estrangeiros_outros/alejandro_gonzalez_fore_harmonia_int.jpg" title="Gonzalez concorre a prêmio de US$ 91 mil em São Paulo" />

Gonzalez concorre a prêmio de US$ 91 mil em São Paulo

Foto: William Lucas
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

São Paulo (SP) - Único tenista com campanha invicta no ATP Challenger Tour Finals, o colombiano Alejandro Gonzalez carimbou sua vaga na decisão do torneio que fecha a temporada 2013 ao derrotar em três sets uma das gratas surpresas da competição, o ucraniano Oleksandr Nedovyesov, com parciais de 6/3, 6/7 (6-8) e 6/0.

Garantido no top 100 pela primeira vez na carreira, o tenista natural de Medellín aguarda na decisão o vencedor do confronto entre os dois cabeças de chave do torneio: italiano Filippo Volandri e o russo Teymuraz Gabashvili.  

A campanha invicta com quatro vitórias, duas delas sobre adversários no top 100, representa um marco na carreira, segundo o colombiano. "É um dos torneios mais importante que joguei na minha carreira, a verdade é que estou muito feliz pelo meu desempenho. Apesar do cansaço após jogos intensos, vou com tudo amanhã", afirma o tenista, que após a vitória distribuiu autógrafos e tirou fotos com 30 crianças do projeto Arquitetos da Vida, de Campinas.

A possibilidade de faturar a premiação máxima do ATP Challenger Tour Finals, de US$ 91,2 mil, um valor que Gonzalez sequer conquistou durante toda a sua temporada 2013 com três títulos challengers, não afeta seu foco para a grande decisão. "É sem dúvida uma grande premiação, mas tenho que pensar em aproveitar o momento, estou jogando solto. O importante é eu me sentir bem em quadra, isso é o que vale", afirma.  

O retrospecto de Gonzalez contra Gabashvili em dois jogos está empatado, enquanto diante de Volandri a vantagem é do colombiano com uma vitória, ocorrida justamente nesta semana, quando ambos disputavam a primeira rodada da fase de grupos. Caso conquiste seu quarto título no ano (todos sobre o saibro), Gonzalez somará 125 pontos no ranking.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Suzana Silva
ProSpin