fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Tomas Berdych, Radek Stepanek, Nenad Zimonjic, Ilija Bozoljac, Copa DavisCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Tomas Berdych, Radek Stepanek, Nenad Zimonjic, Ilija Bozoljac, Copa DavisCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Tomas Berdych, Radek Stepanek, Nenad Zimonjic, Ilija Bozoljac, Copa Davistênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/copa_davis/berdych_stepanek_final_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/copa_davis/berdych_stepanek_final_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Dupla brilha e tchecos ficam perto do tri na Davis
16/11/2013 às 15h26
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/copa_davis/berdych_stepanek_final_int.jpg" title="Berdych e Stepanek tiveram outra atuação brilhante" />

Berdych e Stepanek tiveram outra atuação brilhante

Foto: Site oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Belgrado (Sérvia) - Com atuação primorosa de Radek Stepanek e Tomas Berdych, a República Tcheca assumiu a vantagem no placar geral da final da Copa Davis 2013, mesmo atuando fora de casa diante da Sérvia. Com 2 a 1, os tchecos precisam de uma vitória nos dois jogos de simples de domingo para chegar ao tricampeonato e o segundo troféu consecutivo.

Como de hábito, o técnico Vladimir Safarik mandou à quadra Stepanek e Berdych e os dois derrotaram Nenad Zimonjic e Ilija Bozoljac por 3 sets a 0, parciais de 6/2, 6/4 e 7/6 (7-4). O número 2 do mundo Novak Djokovic chegou a considerar a presença na partida de duplas, mas foi poupado para o jogo decisivo contra Berdych, às 11 horas de domingo. Em caso de igualdade, a decisão acontecerá entre Stepanek e o novato Dusan Lajovic.

Juntos ou separados, Berdych e Stepanek tem fabuloso retrospecto em jogos de duplas pela Davis. Berdych ganhou 19 de 20 partidas, enquanto Stepanek levou a melhor em 16 de 19. Lado a lado, os dois só perderam uma vez, na final de 2009 sobre o saibro espanhol, a única derrota sofrida nos 15 últimos confrontos que se juntaram.

Os tchecos foram superiores em praticamente todos os aspectos na partida deste sábado, tanto com o saque a favor como no aproveitamento das chances de quebra de saque. Stepanek fez mágicos voleios e Berdych se mostrou sólido tanto no fundo como na rede. Os sérvios mostraram instabilidade e menor entrosamento, tentando a maior parte do tempo forçar o jogo em cima de Berdych.

Quebras de saque precoces foram fundamentais nos dois primeiros sets, o que colocou muita pressão na dupla da casa e permitiu que os tchecos jogassem de forma muito eficiente. Stepanek foi o grande nome, com lances espetaculares. No terceiro set, os sérvios controlaram melhor os nervos e equilibraram mais a partida, tendo tido uma chance de quebra no nono game. Depois, abriram 3-1 no tiebreak, mas novamente os tchecos foram muito precisos e fecharam após 2h12.

A República Tcheca herdou o título da então Tchecoslováquia de 1980. No ano passado, Stepanek e Berdych conquistaram o título em cima da Espanha. Já os sérvios - que jogam como nação independente desde 2007 - foram campeões da Davis em 2010, em cima dos franceses e em casa.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series