fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Bob Bryan, Londres, FinalsCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Bob Bryan, Londres, FinalsCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Bob Bryan, Londres, Finalstênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/bruno_soares/1110_londres_cumprimentapeya_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/bruno_soares/1110_londres_cumprimentapeya_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Soares dá 'nota 10' para sua incrível temporada
10/11/2013 às 19h29
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/bruno_soares/1110_londres_cumprimentapeya_int.jpg" title="Para Soares, parceria ainda pode melhorar em 2014" />

Para Soares, parceria ainda pode melhorar em 2014

Foto: Site oficial
José Nilton Dalcim
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

"Faltou um pouquinho". Foi assim que Bruno Soares lamentou a apertadíssima derrota diante dos irmãos Bob e Mike Bryan na semifinal do Finals de Londres neste domingo. "Jogamos uma grande partida, fizemos exatamente o que tínhamos de fazer e escapou por um ou outro detalhe", avaliou. Para ele, a diferença a partir do segundo set foi o saque adversário. "Eles passaram a sacar cada vez melhor e não deram mais chances para a gente".

O saldo do torneio é o melhor possível para o mineiro. "Em nosso primeiro Finals, fomos até a semifinal e perdemos de 10-8 da melhor dupla da história. Acho que a nota para minha temporada é 10. Eu e Peya tivemos um ano fantástico. Segunda melhor dupla, eu em terceiro e ele em quarto do ranking, seis títulos, fiz duas finais de Grand Slam. Foi tudo mais do que positivo. Claro que tivemos algumas derrotas que machucaram, mas serviram como aprendizado".

Bruno admite que é até difícil pensar numa temporada ainda melhor em 2014, mas planos não faltam. "Temos de correr atrás de um título de Grand Slam e quem sabe pensar no número 1 do ranking, apesar que isso só pode ser possível depois de Wimbledon, já que a distância é grande para os Bryan. Antes de tudo, precisamos manter o trabalho, não relaxar. Está dando tudo certo". A parceria pretende começar o calendário com Doha, Auckland e Australian Open.

Soares acredita que o formato do Finals ajuda muito a popularizar mais os jogos de duplas. "Claro que disputar match-tiebreak coloca muita pressão, mas é a forma de tornar a duração da partida mais controlada, o que permite colocar as duplas com destaque na programação diária. Ganhamos muito prestígio com isso". Entre os convidados do domingo, esteve o zagueiro David Luís, do Chelsea e da seleção brasileira. "Fiquei muito honrado por ter ele, que também é mineiro, na torcida".

Apesar de ainda ter de cumprir alguns compromissos com os patrocinadores, Soares entra de férias até o início de dezembro, quando então deve começar a pré-temporada em Belo Horizonte ao lado de Marcelo Melo.

Últimas notícias
Comentários