fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Stanislas Wawrinka, Tomas Berdych, Finals, LondresCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Stanislas Wawrinka, Tomas Berdych, Finals, LondresCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Stanislas Wawrinka, Tomas Berdych, Finals, Londrestênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/nadal/1106_finals_comemoramuito_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/nadal/1106_finals_comemoramuito_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Nadal nega instrução, mas pede calma para Toni
09/11/2013 às 10h28
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/nadal/1106_finals_comemoramuito_int.jpg" title="Nadal diz não ter preferência pelo adversário na semi" />

Nadal diz não ter preferência pelo adversário na semi

Foto: Arquivo
José Nilton Dalcim
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

O espanhol Rafael Nadal negou na noite de sexta-feira que tenha recebido instruções do técnico e tio Toni Nadal durante a tensa partida contra o suíço Stanislas Wawrinka, que se queixou publicamente do treinador e acusou o árbitro brasileiro Carlos Bernardes de não ter sido firme.

"Todo mundo conversa com o técnico durante a partida, a coisa é a forma com que isso acontece. Toni não me orientou (durante o jogo contra Wawrinka) porque ele não falou nada de especial sobre tática. Apenas queria me dar uma força. Stan reclamou após perder o primeiro set de uma forma chata, e eu entendo isso", argumentou o número 1 do mundo.

"Depois do jogo, Stan e Toni se falaram no vestiário e cada um se desculpou com o outro. Toni disse que não queria ter atrapalhado". Apesar disso, o suíço queixou-se abertamente durante a coletiva, realizada mais de uma hora depois da partida. Rafa garante que isso não vai mais acontecer. "Wawrinka é um dos tenistas com quem tenho melhor relacionamento no circuito e eu garanto que isso não vai acontecer novamente. Eu mesmo pedi ao Toni que pare com isso porque a amizade é mais importante".

Sobre a terceira vitória na fase classificatória diante de Tomas Berdych, ele ficou satisfeito. "Não me importava se o Tomas estava lutando pela vaga, eu queria os 200 pontos. Ele é um grande adversário e vencê-lo, em qualquer quadra, é sempre importante. Então joguei como se valesse a vaga. Era importante terminar bem a partida. Acho que fiz meu melhor set do torneio no primeiro set".

Nadal ainda aguarda o adversário da semifinal das 12 horas de domingo, que sairá da partida entre o argentino Juan Martin del Potro e o suíço Roger Federer. "Não faz diferença quem será meu adversário. Os dois serão adversários difíceis. Afinal, aqui estão os melhores do mundo. Os dois sabem como ganhar de mim, ainda mais neste tipo de quadra. Terei de jogar uma partida fantástica. Vou ter o sábado para descansar e treinar alguns pontos"

Últimas notícias
Comentários