fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Rafael Nadal, Roger Federer, Finals, LondresCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Rafael Nadal, Roger Federer, Finals, LondresCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Rafael Nadal, Roger Federer, Finals, Londrestênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/djokovic/1104_finals_entrevista_teleferico_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/djokovic/1104_finals_entrevista_teleferico_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | ATP Finals
Djokovic revela que está trabalhando para 2014
04/11/2013 às 16h21
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/djokovic/1104_finals_entrevista_teleferico_int.jpg" title="Djokovic chegou à arena O2 através de teleférico" />

Djokovic chegou à arena O2 através de teleférico

Foto: Divulgação
José Nilton Dalcim
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Enquanto todo mundo discute o final de temporada e a briga ainda aberta pela liderança do ranking, o sérvio Novak Djokovic garante já estar com o olho em 2014. "Esta sequência de resultados que tive após o US Open é importante para o próximo ano. Sinto que estou construindo algo, trabalhando no meu jogo agora", afirmou ele durante a apresentação oficial para o Finals de Londres, onde entra como principal candidato ao título.

"Este calendário de final de temporada tem sido bastante apertado. Espero me recuperar fisica e mentalmente, já que terei de estrear já na terça-feira. Vou tentar me preparar bem". Depois do vice do US Open, Djokovic disputou a semifinal da Copa Davis e foi para a temporada asiática, vencendo Pequim e Xangai. Descansou duas semanas e já foi a Paris, totalizando 17 partidas invictas. "Precisei refocar muita coisa após aquela derrota em Nova York".

Sobre a luta pela liderança do ranking, que permanece aberta, ele diz não ser sua prioridade. "Se eu conseguir isso, será um feito e tanto, porque preciso ganhar tudo e ainda dependo do que (Rafael) Nadal fizer. Pela temporada que fez, ele merece estar no número 1, principalmente porque nunca jogou tão bem na quadra sintética. Para mim, vencer um Grand Slam se tornou mais importante do que liderar o ranking".

Djokovic afirma que o piso sintético coberto do circuito masculino atual não é tão assustador assim. "É bem mais lento do que quando comecei minha carreira profissional, permitindo que jogadores de fundo de quadra, como eu e o Nadal, consigam jogar bem. Ainda assim, o saque continua sendo muito importante. Na verdade, é uma questão principalmente de se ambientar, porque muda a relação visual, o clima do lugar".

Na rodada noturna desta terça-feira, Djokovic refaz o duelo contra Roger Federer de sábado, quando virou o placar na semifinal de Paris. "Roger não está se mexendo tão bem e isso é que tem feito sua temporada mais fraca. No entanto, não se pode substimá-lo enquanto ele estiver jogando tênis, porque tem jogo para ganhar de qualquer um".

Últimas notícias
Comentários