fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Maria Kirilenko, Anabel Medina Garrigues, Madri, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Maria Kirilenko, Anabel Medina Garrigues, Madri, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Maria Kirilenko, Anabel Medina Garrigues, Madri, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/serena/0509_madri_fore_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/serena/0509_madri_fore_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Serena vai às quartas de final após arrasar russa
09/05/2013 às 09h24
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/serena/0509_madri_fore_int.jpg" title="Serena venceu 68% dos pontos disputados com Kirilenko" />

Serena venceu 68% dos pontos disputados com Kirilenko

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Madri (Espanha) - Atual campeã do Premier de Madri, a norte-americana Serena Williams não tomou conhecimento da russa Maria Kirilenko e passou com tranquilidade por sua terceira rival na competição, aplicando arrasadoras parciais de 6/3 e 6/1, em apenas 64 minutos de jogo. Nas quartas de final, ela terá pela frente a espanhola Anabel Medina.

A atleta da casa sequer precisou entrar em quadra para avançar na competição madrilenha, contando com a desistência da cazaque Yaroslava Shvedova. Esta será apenas a segunda vez que Medina terá como rival a atual número 1 do mundo, em reedição de um duelo que aconteceu há quase um ano, no saibro de Roma, com vitória de Serena em sets diretos.

Embora fosse Kirilenko a rival desta quinta-feira, Serena também tem que se preocupar com outra russa de nome Maria: a vice-líder do ranking Sharapova. As duas duelam pela ponta da WTA em Madri e a norte-americana só se garante como número 1 se tiver um resultado igual ou melhor do que sua concorrente. De lados opostos da chave, elas só podem se enfrentar em uma eventual final.

Dona de três títulos na atual temporada, Serena vem embalada em uma série de vitórias que agora está na 16ª. Sua última derrota aconteceu na final de Doha, quando foi superada pela bielorrussa Victoria Azarenka. Desde então ela não perdeu mais, faturou a taça de Miami e Charleston, venceu seus dois jogos pela Fed Cup e mais três partidas no saibro madrilenho.

O domínio da partida contra Kirilenko veio muito em função do excelente aproveitamento com o saque, responsável por 94% dos pontos disputados. Além de tal desempenho, Serena ainda conseguiu pressionar o serviços da russa e faturou 51% das bolas jogadas, teve oito oportunidades de quebrar o saque da rival e concretizou cinco destas.

Últimas notícias
Comentários
Loja - livros
Suzana Silva
ProSpin
Plakr