fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Marcelo Demoliner, Sao Paulo, Challenger, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Marcelo Demoliner, Sao Paulo, Challenger, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Joao Souza, Marcelo Demoliner, Sao Paulo, Challenger, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/duplas/feijão_demoliner_trofeu_sp_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/duplas/feijão_demoliner_trofeu_sp_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Demoliner e Feijão conquistam quinto título em SP
27/04/2013 às 21h29
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/duplas/feijão_demoliner_trofeu_sp_int.jpg" title="Feijão e Demoliner continuam com ótimos resultados" />

Feijão e Demoliner continuam com ótimos resultados

Foto: João Pires
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

São Paulo (SP) - O paulista João Souza, o Feijão, e o gaúcho Marcelo Demoliner ganharam mais uma. Os dois venceram o IS Open, challenger de US$ 50 mil disputado no clube Paineiras do Morumby, em São Paulo. Em jogo disputado, eles superaram na noite deste sábado o norte-americano James Cerretani e o francês Pierre Hugues Herbert, por 6/4, 3/6 e 10-6.

Este é o quinto título da parceria, sendo o quarto consecutivo. "São sete finais, cinco títulos, dois vice-campeonatos e uma sequência de 16 jogos vencidos", vibra Feijão. "Infelizmente ainda não temos ranking suficiente para entrar em um Grand Slam, mas isso, com o tempo, vai acontecer. Nos entrosamos muito bem em quadra e sempre que estivermos participando de um mesmo torneio, vamos jogar juntos", completou. Atualmente, João é o 101º do ranking de duplas e Demoliner ocupa a 90ª posição da lista.

Principais favoritos ao título, Souza e Demoliner estrearam na chave marcando 6/3 e 6/4 sobre o tunisiano Malek Jaziri e o tcheco Dusan Lojda; nas quartas venceram o carioca Fabiano de Paula e o paulista Júlio Silva por 6/2 e 7/6 (9-7); e na semi foram beneficiados pela ausência do gaúcho André Ghem e do norte-americano Daniel Kosakowski. "O ponto forte da nossa parceria é a sinceridade e a amizade, dentro e fora de quadra. É claro que já tivemos alguns desentendimentos, mas nada que abalasse a nossa parceria. Sempre estamos atentos para um corrigir o jogo do outro e essas críticas sempre são recebidas de forma positiva por qualquer um de nós", ressaltou Demoliner.

Tanto João como Demoliner dedicaram a vitória deste sábado à avó paterna de Feijão, Dona Ignêz, que faleceu na última sexta-feira, vítima de câncer. "Sempre disse em todas as minhas entrevistas que eu não tenho ídolos no esporte. Os únicos ídolos da minha vida são minha mãe e minha avó. Com certeza minha avó esteve ao nosso lado nos pontos mais importantes deste jogo", disse Souza. Pelo título, os campeões dividem o prêmio de US$ 3,1 mil e faturam 80 pontos no ranking mundial.

Neste domingo, às 11 horas, acontece a final de simples, entre o chileno Paul Capdeville, que na semi marcou 5/7, 6/4 e 7/6 (7-3) sobre o argentino Maximo Gonzalez, e o argentino Renzo Olivo, que superou o gaúcho Guilherme Clezar por 4/6, 7/5 e 7/5.

Saiba mais

• Demoliner no Bate Bola: relembre

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin