fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Marco Chiudinelli, Roger Federer, Copa Davis, Suíça, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Marco Chiudinelli, Roger Federer, Copa Davis, Suíça, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Marco Chiudinelli, Roger Federer, Copa Davis, Suíça, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/estrangeiros_outros/chiudinelli_coletiva_davis_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/estrangeiros_outros/chiudinelli_coletiva_davis_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Chiudinelli gostaria de ver Federer mais na Davis
11/04/2013 às 12h16
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/estrangeiros_outros/chiudinelli_coletiva_davis_int.jpg" title="Chiudinelli lamentou as ausências do número 3 do mundo" />

Chiudinelli lamentou as ausências do número 3 do mundo

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Berna (Suíça) - Compatriota e companheiro de Copa Davis do suíço Roger Federer, Marco Chiudinelli disse ao ESPN Deportes que gostaria mais de ver o amigo defendendo as cores do país, o que não garantiria, contudo, que a Suíça enfim vá ganhar a inédita taça da competição.

Sem o atual número 3 do mundo, os suíços enfrentaram a República Tcheca em casa pela primeira rodada da Davis e acabaram perdendo por 3 a 2. Agora, eles encaram o Equador pelo playoff da competição, em busca da manutenção do time no Grupo Mundial.

"Claro que qualquer um do time, incluindo eu mesmo, está desapontado por ele não vir nos ajudar frequentemente nas rodadas iniciais", afirmou Chiudinelli. "Ele jogou no ano passado, mas não quer dizer que com Federer em quadra nós vamos ganhar sempre. Perdemos para os tchecos em 2007 com ele", disse o suíço.

A derrota para os Estados Unidos, na primeira rodada de 2012 também foi rememorada por Chiudinelli. "Não é garantia de sucesso, mas com ele é certo que temos mais chances. Eu sempre lamento que ele não joga mais e todos também lamentam. Só que não podemos fazer nada sobre isso", declarou.

Contudo, o compatriota de Federer sabe que o tenista da Basileia tem suas prioridades e nunca deixa a equipe desprevenida. "Ele é sempre honesto conosco sobre suas decisões, sabemos delas com alguns meses de antecedência. Nunca houve espaço para discussão", comentou Chiudinelli.

Últimas notícias
Comentários
Faberg
Roland Garros Series