fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Guilherme Clezar, Andrea Collarini, Antonio Veic, PereiraCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Guilherme Clezar, Andrea Collarini, Antonio Veic, PereiraCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rogerio Silva, Guilherme Clezar, Andrea Collarini, Antonio Veic, Pereiratênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/rogerio_silva/0106_sp_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/rogerio_silva/0106_sp_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Rogerinho consegue virada e Clezar bate favorito
26/03/2013 às 15h32
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/rogerio_silva/0106_sp_back_int.jpg" title="Rogerinho passou sufoco e saiu atrás do rival argentino" />

Rogerinho passou sufoco e saiu atrás do rival argentino

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Pereira (Colômbia) - Começou bem a campanha dos brasileiros no challenger de Pereira. Nesta terça-feira, os dois que estiveram em ação conseguiram superar as respectivas estreias, só que de maneiras diferentes. Cabeça de chave número 4, o paulista Rogério Silva levou um susto, mas derrotou de virada o argentino Andrea Collarini com parciais de 3/6, 7/6 (8-6) e 6/2.

Por sua vez, o gaúcho Guilherme Clezar, de apenas 20 anos, encarou o favorito croata Antonio Veic, sétimo mais bem cotado ao título, e tratou de surpreender com um triunfo em sets diretos, concretizado em 1h15 de confronto, com placar final de 6/4 e 6/2.

Na segunda rodada no saibro colombiano, Clezar terá pela frente o vencedor do duelo envolvendo o convidado da casa Felipe Escobar e o argentino Facundo Bagnis. Independente de quem saia deste confronto, o gaúcho vai encarar um duelo inédito pelo circuito.

O próximo oponente de Rogerinho também ainda não está definido e sairá da partida entre o argentino Marco Trungelliti e o português Frederico Gil. Contra o argentino foram dois os jogos, com uma vitória para cada lado, sendo que diante do português o paulista triunfou no solitário embate até então.

Rogerinho fez um primeiro set relativamente equilibrado com Collarini, mas o argentino foi melhor nos break-points, venceu um dos dois que teve a seu favor e salvou o que enfrentou para assim largar na frente. O paulista não se abateu e em um segundo set ainda mais parelho, levou a melhor no tiebreak e igualou o placar.

Na parcial decisiva, a superioridade de Rogerinho foi maior, principalmente no saque, com o qual faturou 93% dos pontos disputados. O paulista também contou com a irregularidade de Collarini nos serviços para anotar duas quebras em sete oportunidades, concretizando a virada e a vaga na segunda rodada.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Arena BTG
ProSpin