fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jose Evaldo Neto, Luisa Stefani, Copa Gerdau, Porto Alegre, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jose Evaldo Neto, Luisa Stefani, Copa Gerdau, Porto Alegre, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Jose Evaldo Neto, Luisa Stefani, Copa Gerdau, Porto Alegre, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/juvenis_brasileiros/jose_evaldo_gerdau_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/juvenis_brasileiros/jose_evaldo_gerdau_back_int.jpg" />
Notícias | Outros
Evaldo Neto e Stefani decidem 16 anos no Sul
22/03/2013 às 18h59
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/juvenis_brasileiros/jose_evaldo_gerdau_back_int.jpg" title="José Evaldo busca seu principal título juvenil" />

José Evaldo busca seu principal título juvenil

Foto: Ricardo Rimoli/Poa Press
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Porto Alegre (RS) - O baiano José Evaldo Neto e a paulista Luisa Stefani representarão o Brasil nas finais da categoria 16 anos do Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre. Eles enfrentarão Marcelo Barrios, do Chile, e Daniela Ramirez, da Venezuela, respectivamente, nas quadras da Sogipa, neste sábado pela manhã, a partir das 9 horas. Nesta sexta-feira.

Stefani venceu a argentina Agostina Zamprogna, número 3 do ranking sul-americano, por 6/1 e 6/2. Daniela, por sua vez, venceu na semifinal a colombiana Juliana Valero por 2 sets a 1, com parciais de 5/7, 7/5 e 6/4. Luisa está invicta desde o início do Banana Bowl, na semana passada. "Tenho que ser positiva nesta final, mas sei que é outro jogo. Cada partida é uma partida. Tenho que pensar em um jogo de cada vez. O fato de eu não ter perdido nenhum set há tanto tempo não significa nada", observa a tenista, que se mudou para os Estados Unidos e treina na Flórida. 

Evaldo bateu o argentino Federico Herrera de virada, por 2 sets a 1. O brasileiro saiu perdendo por 3/6, mas reagiu e marcou 6/4 e 6/2. O fato de não ter perdido nenhum set nos três jogos anteriores lhe deu confiança. "No primeiro set eu errei demais, mas muito por mérito do meu adversário que soube fazer um jogo que dificultou o meu tênis", observou. "Na série seguinte, consegui me posicionar melhor. Depois, para o set decisivo, sabia que tinha que voltar para a quadra com a cabeça no lugar e pronto para dominar o jogo. Vou dar o máximo nesta decisão", disse o baiano que treina desde o ano passado no Instituto Gaúcho. 

O chileno Barrios superou na outra semifinal Gabriel Sidney, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1. "Nunca joguei contra o Barrios, mas já assisti a alguns jogos dele. Sei que não posso facilitar, pois ele pode complicar a partida", enfatizou o brasileiro.

Últimas notícias
Comentários
Loja - camisetas
Suzana Silva
ProSpin