fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Hanescu, Thomaz Bellucci, Challenger Finals, Ibirapuera, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Hanescu, Thomaz Bellucci, Challenger Finals, Ibirapuera, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Victor Hanescu, Thomaz Bellucci, Challenger Finals, Ibirapuera, tênis" /> fiogf49gjkf0d2012/estrangeiros_outros/hanescu_rg_olhabola_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d2012/estrangeiros_outros/hanescu_rg_olhabola_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Para Hanescu, Bellucci é o favorito no Ibirapuera
20/11/2012 às 17h17
fiogf49gjkf0d
2012/estrangeiros_outros/hanescu_rg_olhabola_int.jpg" title="Hanescu venceu apenas um título de ATP na carreira" />

Hanescu venceu apenas um título de ATP na carreira

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

São Paulo (SP) - O romeno Victor Hanescu, líder do ranking do ATP Challenger Tour, espera que, mesmo em fim de temporada, o nível de tênis entre os oito participantes da segunda edição do Challenger Finals, que começa no próximo dia 27 de novembro, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, seja muito forte e com muita disputa.

Hanescu, de quase dois metros de altura (198cm) e conhecido por seu jogo de muita força no fundo de quadra, figurou por bastante tempo entre os 30 melhores tenistas do mundo, com destaque entre 2007 e 2010. Em 2008, o tenista de Bucareste faturou seu único título ATP na carreira, em Gstaad (Suíça), mesmo torneio em que o número 1 do Brasil, Thomaz Bellucci, triunfou em 2009 e 2012, e segundo Hanescu, um dos favoritos ao título. 

"Eu coloco o Bellucci como um dos favoritos para levar o Challenger Finals, até pelo ranking atual e pelo bom momento dele na temporada. Mas teremos ótimos jogadores em São Paulo, o que aumenta o nível do tênis e a disputa", observou Hanescu. 

Até garantir a liderança do ranking e a vaga para o Challenger Finals, Victor Hanescu levantou três Challengers em terras europeias (Szczecin - Polônia, Banja Luka - Bósnia e Timisoara - Romênia) , além de três vice-campeonatos. 

Pela segunda vez este ano, Hanescu vem ao Brasil para competir. No início do ano, ele disputou a edição inédita do Brasil Open em terras paulistanas, sendo eliminado na segunda rodada pelo espanhol Nicolas Almagro, que viria a se tornar tricampeão do torneio. Mesmo o piso sendo diferente do Brasil Open, Hanescu se diz muito tranquilo e elogia a torcida brasileira. 

"Eu prefiro jogar em quadras duras, até pela minha altura, que ajuda bastante. Gostei muito do Ginásio do Ibirapuera e da energia da torcida brasileira, com muita vibração. Estou indo jogar tranquilo, sem pressão e espero aproveitar meu tênis durante esses dias no Brasil", disse.

Últimas notícias
Comentários
Raquete novo
Suzana Silva
ProSpin